Arquivo de etiquetas: Saúde

5 mitos e verdades sobre o emagrecimento

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

O post de hoje é p/ quem está fazendo de tudo p/ emagrecer. Se é o seu caso, calma aí!

Primeiro, emagreça se isso for te empoderar, te trazer uma espetacular satisfação pessoal, melhorar sua autoestima e te dar disposição para conquistar seus objetivos. Não queira mudar seu tipo físico para agradar outras pessoas, ok? Só a si mesmo/a 😉

Cuidado com as medidas radicais, como as “dietas da moda” que excluem totalmente alguns tipos de alimentos ou submeter-se a procedimentos cirúrgicos invasivos.

“A velocidade com que as novas dietas surgem e desaparecem está diretamente relacionada ao fracasso das mesmas”, alerta a nutricionista Gladia Bernardi, criadora do método Emagrecimento Consciente. “Se elas dessem mesmo certo, o resultado obtido seria duradouro e não seria preciso, a toda hora, criar uma nova modalidade”, comenta ela.

No entanto, o que pouca gente sabe é que é possível, sim, emagrecer de forma saudável e sem tanto sacrifício. “A obesidade é uma doença mental, e o que precisa ser tratado é a chamada ‘mente gorda’. É fundamental trabalhar a repetição de novos e bons hábitos, que levem à perda de peso sem o uso de remédios, dietas restritivas ou intervenções cirúrgicas. O grande segredo é transformar a maneira como o indivíduo se relaciona com a comida”, recomenda a nutricionista e coach.

A especialista aponta alguns mitos e verdades do processo de emagrecimento:

1 – Dieta sem glúten e sem lactose funciona para todos – MITO

Assim como muitas outras dietas que viraram “moda”, a técnica de eliminar completamente o glúten do cardápio ganhou adeptos entre celebridades e acabou se tornando popular no Brasil e no mundo. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, nem todas as pessoas se beneficiam dessa estratégia para perder peso.

“Com exceção do 1% da população mundial que sofre de doença celíaca, ou seja, que tem sensibilidade ao glúten, as pessoas acabam emagrecendo com essa dieta por evitarem alimentos calóricos como pão, macarrão ou bolo, que contêm glúten. Ou seja, a questão não é o glúten em si, e sim as escolhas alimentares mais inteligentes”, pondera.

No entanto, Gladia alerta que de nada adianta evitar alimentos com glúten e exagerar no chocolate, por exemplo. “O profissional precisa descobrir qual é o gatilho mental que está sendo acessado pelo seu cliente e como ele é representado no seu corpo com excesso de peso.”

Portanto, segundo a especialista, mais importante do que focar apenas nos itens que compõem o cardápio é descobrir o que faz com que aquele indivíduo coma compulsivamente e “desativar” essa armadilha da mente.

2 – Suplementos podem substituir refeições para emagrecer- MITO

Para Gladia, esse é mais um mito fundamentado somente no imediatismo. “A pessoa até pode recorrer aos suplementos para emagrecer como ‘emergência’ para o verão, mas se esquece de que há vida no outono, no inverno, na primavera. Quem aguenta tomar suplementos durante o ano todo?”, questiona.

Além do mais, lembra a especialista, muitos desses produtos não são regulamentados ou acabam proibidos de serem vendidos no Brasil. Isso acontece por não haver pesquisa que comprove se eles são ou não prejudiciais à saúde. “Além de não emagrecer, a pessoa pode colocar sua própria saúde em risco, principalmente se consumir por conta própria. Por isso, sempre alerto para procurar um profissional de saúde para buscar orientações antes de utilizar qualquer tipo de suplemento”.

3 – Ter o apoio de um bom profissional faz emagrecer – VERDADE

Apenas a prescrição perfeita, de acordo com Gladia, não garante o bom resultado. “Um bom profissional trata a raiz do problema e faz com que o cliente emagreça de forma consciente”, pontua a especialista.

Ela explica que fatores como a autossabotagem e a criação de uma zona de conforto precisam ser combatidos. “O profissional deve dizer ao paciente: ‘Se você quer mudar de vida para sempre, quero fazer uma pergunta: me dê um bom motivo para que eu continue ajudando você’. Assim, o paciente percebe o empenho e passa a buscar o resultado”.

“Todos os pacientes provavelmente já passaram por outros profissionais e métodos, tentativas frustradas de dietas e processos de emagrecimentos inacabados e ou interrompidos. O bom profissional deve saber lidar com essa frustração e apontar o caminho correto”, ensina.

4 – Modificar a mentalidade emagrece – VERDADE

Na opinião de Gladia, a mudança de pensamento é a grande chave para o emagrecimento e garante que os resultados sejam duradouros. “O controle da ansiedade, por exemplo, além de ajudar a emagrecer melhora o sono e a saúde em geral, facilitando o controle de doenças, e, acima de tudo, gerando um sentimento de vitória com os novos hábitos.”

Segundo a especialista, a única forma de tratar problemas como a compulsão alimentar é através da mudança de mentalidade. “A compulsão por comer deve ser vista como um vício, assim como o de um alcoólatra, de um usuário de drogas. Ela nada mais é do que o vício por comida”, comenta.

5 – Cirurgia vai me deixar magro para sempre- MITO

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), o número de intervenções cirúrgicas cresceu 300% nos últimos dez anos. Deste total, 5% são pacientes com menos de 20 anos.

“Ao recorrerem a cirurgias, muitos imaginam que estão dando o seu último adeus às gordurinhas. No entanto, esse é um grande mito, pois a verdadeira origem da obesidade não foi tratada, e é por isso que muitos voltam a engordar”, explica Gladia.

“Quase todos os meus pacientes usavam a comida como um remédio para um mal emocional, e por isso estavam acima do peso. É preciso mudar a maneira de pensar a comida e de se relacionar com ela. Caso contrário, após a intervenção cirúrgica, o descontrole alimentar pode voltar a se manifestar nos próximos 2 anos, comprometendo o resultado”.

Bjks,

Giane Carvalho
Fontes: Gladia Bernardi – Nutricionista, coach e desenvolvedora do método “Emagrecimento Consciente”, baseado na neurociência, na programação neurolinguística e em coaching.

Imagens: Shutterstock

Share Button

Alimentos que se passam por saudáveis mas não são

Share Button

Olá Bauzete amigue, tudo bem?

A desinformação ainda é a maior inimiga quando o assunto é alimentação realmente saudável. Propagandas enganosas ou até tendenciosas acabam levando o consumidor a acreditar erroneamente sobre a qualidade nutricional de determinados produtos. O alerta é feito pelo médico Theo Webert, que atua em nutrologia e qualidade de vida.

07

“Não é raro encontrar as cozinhas e despensas de casas recheadas de guloseimas e lanches tidos como saudáveis, mas que na verdade podem ser verdadeiros vilões em dietas balanceadas”, explica o doutor. Segundo ele, muitas pessoas que mantém uma alimentação equilibrada rigorosa acabam sendo pegas de surpresa ao descobrirem a real composição de produtos vendidos como “fitness”.

O médico elenca alguns dos alimentos que podem enganar os consumidores:

Cereais – Os cereais matinais, por exemplo, podem liderar a lista de falsos alimentos saudáveis. E não são apenas os cereais açucarados. “Outros, como granolas, que são misturadas com uvas-passas, possuem um índice glicêmico muito alto e podem potencializar o nível de açúcar no sangue, o que não é bom para o equilíbrio corporal. A solução é sempre conferir a composição de cada marca”, explica o médico.

“Se for para ingerir cereais, escolha um rico em fibras e com nozes. A gordura e a fibra retardarão o impacto da insulina no sangue”, orienta.

Fruta seca – Segundo o especialista, frutas secas também carregam um alto impacto glicêmico. “Frutas secas, se não forem orgânicas, carregam uma grande concentração de pesticidas e de produtos químicos”. O médico explica que a tendência das pessoas é sempre procurar as frutas secas, mas que deveriam optar pelas frutas desidratadas. “O melhor a fazer é certificar-se de que os frutos secos são orgânicos. Além disso, deve-se misturar seu consumo com gordura boa para retardar a glicemia na corrente sanguínea”, diz.

Produtos sem glúten – Agora você vê mais espaços nos supermercados dedicados aos produtos sem glúten. “O problema é que ninguém tem prestando atenção nos ingredientes. A solução de muitas indústrias para colocar mais sabor nesses produtos é encher de açúcar, subprodutos da soja, produtos químicos e conservantes”, frisa.

Proteína em barras – Algumas barras de proteína acabam enganando, principalmente pelo sabor açucarado, químico. “Devemos investigar a composição de cada uma delas, pois várias possuem edulcorantes diferentes e soja na lista de ingredientes. Arrisco a dizer que muitas delas são brownies com embalagens disfarçadas. O melhor é sempre seguir a prescrição de seu profissional”.

Olho vivo, pessoal!

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Cinco erros comuns em esmalterias

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje vamos falar sobre cuidados com as unhas. Se você tem o hábito de fazê-las em esmalterias, fique de olho nessas dicas.

A fundadora da Beryllos, primeira rede de cuticularia do Brasil, Luzia Costa, lista 5 cuidados para se “inspecionar” na hora de ir ao salão e prevenir qualquer resultado indesejado.

1. Compartilhamento de esmaltes

É comum a precaução com o uso dos alicates e a maioria das pessoas leva o seu próprio material até o salão. Mas o que muitas mulheres não sabem é que compartilhar esmaltes também pode causar doenças. A química do  produto não é capaz de eliminar as bactérias e fungos que possam existir após ter sido utilizado em unhas com algum tipo de doença como, por exemplo, a micose. Se possível, leve seu próprio esmalte.

2. Reutilizar materiais

Para ter total segurança é necessário que materiais como lixas e espátulas de madeira sejam descartados a cada utilização. Muitas profissionais, por questão de economia ou falta de conhecimento, utilizam os mesmos para evitar desperdícios, o que é um erro.

Outros itens como alicates, espátulas de metal, precisam de um cuidado especial na hora da higienização, devem ser lavados com produtos específicos para eliminar bactérias e alguns ainda necessitam passar pela autoclave. Exija materiais que não foram utilizados e que serão descartados na sua frente.

3. Uso de alicate

O maior vilão dos salões de beleza é o alicate! Responsável por transmitir doenças como verrugas e até mesmo a Hepatite C. O ideal é pedir para a profissional usar os materiais que você levar, mesmo correndo o risco de ela não estar acostumada com os utensílios. Ou ainda procurar salões que usem outras práticas para fazer as unhas. Lembre-se também de trocar o seu alicate periodicamente. Mesmo que ele esteja sendo utilizado só por você, pode conter alguma bactéria.

4. Retirar a cutícula

Mesmo que o alicate seja visto como um aliado na hora de deixar as unhas bonitas, ele traz riscos quando combinado com a prática de retirar a cutícula. Esta prática acaba com a proteção natural e aumenta as chances de contrair doenças, com os cortes que o alicate pode fazer. Além disso, é um procedimento que pessoas com algum problema de saúde, diabetes, por exemplo, não podem realizar. Por isso, aconselho a mudar este hábito que pode machucar, deformar as unhas e até mesmo transmitir doenças.

5. Esterilização correta

As profissionais precisam ter como meta principal a higienização dos materiais utilizados. Devem limpar, desinfetar e esterilizar. Porém, muitas vezes na correria esses três passos não são realizados ou, não são feitos de maneira adequada e podem causar alguns transtornos. O melhor é ter seu próprio kit, mas faça a limpeza toda vez que for ao salão para evitar possíveis contaminações.

Ter as unhas saudáveis e bem feitas faz parte da projeção positiva da imagem. Cuide bem das suas e lembre-se dessas dicas quando for à manicure.

Bjks,

Giane Carvalho

Fonte: Beryllos – Fundada em 2016 pela empreendedora Luzia Costa. Surgiu para mudar o conceito do mercado de “fazer a unha”, com o método de “cuticularia” que consiste em desbastar as cutículas com uma ponta diamantada, mantendo a real proteção das unhas, sem o risco de cortes e machucados. O novo processo visa tanto o embelezamento, quanto a saúde das unhas das mãos e pés. A rede conta com materiais descartáveis e esmaltes individuais (de 4ml), para prevenir problemas de saúde.

Share Button

5 erros que detonam a pele no frio

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Aqui tudo jóia, aproveitando a queda da temperatura que eu particularmente adoro!

Só tem um probleminha… Quando o frio chega, a pele dá piti. Como ela produz menos oleosidade natural, fica ressecada, avermelhada, repuxando. Uma sensação bem chata.

A dermatologista Dra. Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, nos fala sobre alguns erros básicos que precisamos evitar:

1. Não passar protetor solar — Não tem jeito, o fotoprotetor é de uso diário e eterno: “A radiação ultravioleta, também no inverno, provoca danos que comprometem a estrutura de sustentação da pele, causando o aparecimento precoce de rugas e flacidez, além das manchas. Reaplique o fotoprotetor de quatro em quatro horas em ambientes fechados e de duas em duas horas em fotoexposição direta.”.

2. Esquecer dos hidratantes e cremes reparadores — O ideal é buscar produtos cujos veículos sejam à base de Fosfolipídeos que formam uma segunda pele e protegem a pele de forma mais efetiva diminuindo a perda de água por evaporação. Com relação aos cremes reparadores, a médica diz que eles podem ser usados à noite para evitar os danos ambientais como a poluição.

3. Esquecer dos pés, mãos e corpo — Hidratar essas regiões é fundamental. “Após passar um creme específico, coloque uma meia de algodão. Isso ajuda a pele a absorver o produto. Nas mãos, invista nos ácidos hialurônicos. No corpo, a reposição lipídica deve ser eficiente para restabelecendo a hidratação da pele”.

4. Abusar dos retinóides — Para tratamento de acne, manchas e rejuvenescimento facial, os retinóides são excelentes — e geralmente são prescritos no inverno. “Mas eles devem ser usados com parcimônia e orientados por dermatologistas. Seu uso contínuo pode causar hipersensibilidade cutânea, vermelhidão e irritabilidade”, alerta a especialista.

5. Tomar banhos muito quentes — Ficar mais de 15 minutos em uma ducha quente é ruim para a camada hidrolipídica da pele, que segura a hidratação. “Dessa forma, a pele perde água e lipídeos, o que compromete sua função de barreira. O ideal é banho morno e logo após o banho hidratar a pele”, finaliza.

Fique de olho nos cuidados agora no frio para manter sua pele saudável. ♥

Bjks,

Giane Carvalho

Fonte: Dra Thais Pepe: Dermatologista especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.

Share Button

Cuidados diários com os cílios

Share Button

Olá amigue bauzete, tudo bem?

Um dos nossos posts mais acessados é o sobre a micropigmentação de sobrancelhas. Muitas pessoas estão interessadas em tornar a área dos olhos mais expressiva, eu inclusive rsrs

Mas vamos pensar o seguinte: Só um bom design de sobrancelhas resolve? E se os cílios estiverem com problemas, coitados? Tem que ser o conjunto, não é mesmo?

Assim como os cabelos, a sobrancelha e qualquer área do corpo, os cílios requerem cuidados.

Quando os cílios começam a ter caspa ou a cair demais, devemos nos preocupar. “A forma com que cuidamos dos nossos cílios influencia na sua qualidade, tamanho e espessura”, afirma a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Cílios com caspa —  “Pessoas com pele oleosa e olhos muito secos, por causa da baixa umidade do ar na época do frio, apresentam coceira, vermelhidão e formação de pequenas crostinhas ou descamação, uma alteração comum que piora com água quente e exposição ao vento”, explica a dermatologista. E completa: “Além disso, existe o uso excessivo de cosméticos como cremes com substâncias irritativas ou conservantes e maquiagens que por vezes são o meio de contaminação e propagação bacteriana ou fúngica”.

Para evitar esse quadro, o hábito diário de higiene das pálpebras é um dos principais cuidados que devem ser tomados. “Usar loções de limpeza dermatologicamente e oftalmologicamente testados ou sabonetes líquidos infantis e aplicar cremes de hidratação em base aquosa diariamente”, ensina. E caso já venha apresentando esse quadro, a médica orienta a procura pelo dermatologista.

Esse quadro pode também ser caracterizado por uma patologia chamada Blefarite (inflamação das glândulas na borda anterior das pálpebras), que provoca descamação na pele junto à região de união ciliar, podendo ser de origem seborreica, bacteriana ou alérgica. “Deve ser tratada no início para que não haja evolução do quadro, podendo atingir a porção interna da pálpebra e acometer o globo ocular e a córnea”, afirma.

Cílios caindo demais — Outro problema pode ser a queda de cílios. Mas não se desespere: isso faz parte do processo de renovação das hastes dos fios ciliares e ocorre naturalmente a cada quatro meses, segundo a dermatologista.  “Porém, quando há um quadro de queda importante (falhas ou a falta de cílios), o qual chamamos de madarose ou alopecia ciliar, há uma indicação de possíveis problemas orgânicos como: blefarites, alergia a maquiagens, carência nutricional e outras doenças como as autoimunes.”

Mas segundo a dermatologista, a maior causa de queda ciliar ocorre pelo abuso de maquiagem como rímel a prova d’água, uso excessivo de delineador ou marcas com pigmentos sintéticos e conservantes que provocam sensibilidade e alergia local. “Além disso, as maquiagens têm validade de uso, sendo que as máscaras, após abertas, não duram mais do que seis meses e devem ser removidas diariamente sem que fiquem em contato com a região durante a noite toda”, completa.

Dra. Claudia afirma ainda que os cílios podem cair por motivos nutricionais, por carência ou excesso de substâncias. “Deficiência do complexo B, Vitamina E, Zinco, Selênio, falta de Vitamina D, Ferro, Ácido Fólico e proteínas, além da Biotina e da Piridoxina. Já o excesso de vitamina A também pode causar queda assim como a falta de cílios.”

Máscara ciliar: remoção — A Dra. Cláudia Marçal também explica que as máscaras ciliares devem ser passadas e retiradas corretamente. “Ao aplicar e/ou remover não deve haver tração exagerada ou o hábito de esfregar com movimentos de vai e vem. A retirada deve ser feita por loções sem álcool ou água demaquilante micelar e algodão macio em movimentos circulares e repetido por duas a três vezes delicadamente, quando a maquiagem ciliar (Rímel e Delineador) não é a prova d’Água”.

Hidratação tópica e nutricional — Outra preocupação é com relação à hidratação. “Para a saúde dos cílios, é essencial hidratá-los e nutrí-los, não permitindo assim que as hastes mais finas e secas sofram fraturas ou fiquem mais finas com tendência à queda ou rarefação. Portanto, quando utilizar o creme da área dos olhos, sempre específico para a região, aplique o produto indicado rente aos cílios ou ainda utilize com cotonete duas a três vezes por semana um óleo como o de ricino derivado da mamona ou um creme a base de pró-vitamina B5”, orienta.

Curvex — O uso do Curvex requer delicadeza e calma para manuseá-lo. “A manutenção deve ser observada, como sua higiene e a famosa ‘borrachinha’, que deve ser trocada semestralmente — e de preferencia ser de silicone.

É essencial que os fios estejam secos e limpos e o Curvex deve ser aplicado antes da máscara ciliar para que não haja quebra dos fios. “A maioria das máscaras, quando aplicada em várias camadas, deixa os fios ciliares mais duros e pouco flexíveis, o que pode provocar um trauma físico irreparável que leva a quebra no local da pressão.” Segundo a dermatologista, o curvex térmico também demanda esses cuidados, de forma redobrada, para que o tempo de exposição não seja demasiado e não se queime a pele da pálpebra. “A sua indicação é recomendada para quem possui cílios curtos ou cílios longos muito retificados.”

Produtos para crescer cílios e produtos para tingí-los — A dermatologista afirma que os produtos são seguros desde que sejam aprovados pela ANVISA. “Podem ser fórmulas manipuladas por um dermatologista ou comprado na farmácia. Esses produtos prolongam a fase de crescimento dos fios já existentes deixando-os também mais espessos e pigmentados.” Mesmo com os cuidados de aplicação, deve ser contraindicado para pacientes com olhos claros por ter uma tendência natural ao escurecimento da íris. “Aconselhamos que seja prescrito sempre pelo médico e realizado acompanhamento, pois há sempre a possibilidade de reação alérgica.” Normalmente nota-se a diferença após dois meses de uso diário, sem interrupção.

Sobre tingir os cílios, a médica pondera que é seguro desde que se utilize produtos de marcas conhecidas e de qualidade e específicas para cílios. “O procedimento deve ser realizado por um designer de sobrancelhas ou visagista ou fisioterapeuta dermatofuncional que tenha experiência na aplicação do ativo. Jamais faça esse procedimento em casa em sistema de autoaplicação, pois pode causar alergia.” Após a aplicação, é necessário o uso de pomadas dermatologicamente e oftalmologicamente testadas, ricas em vitaminas B5 e E, glicerina e óleos naturais como o de oliva, amêndoas ou coco, para que não haja ressecamento.

Bjks,

Giane Carvalho

Fonte: Dra. Claudia Marçal
Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

Share Button

Mitos e verdades sobre as varizes

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje vamos trazer algumas informações sobre Varizes.

Fonte da imagem: www.advancedveinctr.com

Genética, idade e sexo. Esses são os três principais fatores de risco para o desenvolvimento das varizes — veias dilatadas e tortuosas que perderam sua função causando danos estéticos e danos circulatórios. “Enquanto o fator genético é preponderante, o envelhecimento é um agravante; além disso, as mulheres são mais propensas ao desenvolvimento das varizes, por influência hormonal, já que têm as veias mais flácidas que os homens”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein.

Mas existem outros fatores que podem ocasionar ou agravar o problema. Por exemplo, a gravidez, a obesidade e ficar muito tempo em pé ou sentado com as pernas cruzadas ou curvadas. Não existe prevenção absoluta, mas há algumas medidas para retardar o seu aparecimento ou melhorar a circulação sanguínea. Mas será que é necessário abolir o salto alto, cancelar a musculação e não se depilar mais? A cirurgiã vascular explica:

Salto alto provoca varizes?
“Não. Na verdade, não existe consenso em literatura científica que o uso de salto alto a longo prazo possa causar varizes. Mas devemos levar em conta que alguns trabalhos sugerem que existe, sim, um prejuízo no retorno venoso com o uso do salto. Também devemos levar em consideração que seu uso contínuo causa alteração de postura, encurtamento de tendão de Aquiles, e uma série de problemas ortopédicos. Existe um consenso entre os médicos que o mais adequado seria, no caso das usuárias mais assíduas de salto, que tentassem alternar a altura: com mais grossos (que dão mais estabilidade), dar preferência aos saltos de 3-4 cm para uso diário, e é claro, fazer atividade física regular e alongamento para tentar minimizar os efeitos deletérios que o salto pode causar”.

E fazer depilação com cera quente?
Não causa varizes nem vasinhos nas pernas. “As varizes são veias dilatadas na camada subcutânea; os vasinhos ocorrem dentro da camada da pele. Acreditava-se que a depilação por cera quente poderia desencadear o aparecimento pela vasodilatação provocada pelo excesso de calor, mas isso nunca teve corroboração em trabalhos científicos”, explica a cirurgiã.

E musculação?
“Assim como todo exercício que aumente a bomba muscular da panturrilha, a musculação é uma aliada, porque ajuda no retorno venoso.” A angiologista argumenta que os exercícios aeróbicos (nadar, correr, caminhar e pedalar) são os ideais para mexer o corpo e fugir do sedentarismo, o principal vilão para o surgimento das varizes. “No caso de quem pratica halterofilismo existe aumento do calibre das veias e diminuição da camada de gordura, o que torna as veias bem aparentes, porém cabe ressaltar que essas veias são normais, e não varicosas.”

Subir escadas dá varizes?
“Esse é um grande mito. Na verdade, esse é um exercício excelente para o retorno venoso”, explica. “Se fosse assim, proibiríamos aula de STEP nas academias. E é um exercício excelente para treinamento cardiopulmonar e extremamente benéfico para musculatura da perna”, argumenta. Exercícios de impacto como pular cordas também não pioram as varizes.

O problema da gravidez
“Um dos fatores que fazem com que as futuras mamães apresentem o problema nas pernas é hormonal: a progesterona aumenta a dilatação de todas as veias do organismo”, explica. Além disso, o crescimento do feto eleva a pressão nas veias das pernas. Para minimizar o problema, a recomendação é o uso de meias de compressão a partir do segundo mês de gravidez. O ideal é colocar pela manhã e tirar apenas na hora de dormir.

Anticoncepcional piora
O anticoncepcional é um fator agravante, por ser hormonal, explica a Dra. Aline. Além disso, o anticoncepcional aumenta a incidência de tromboflebite (inflamação da veia com formação de coágulo). Por conta do estrogênio, o método contraceptivo oral também aumenta o número de vasinhos.

Cuidado com as varizes!
Dependendo do grau, elas podem até causar úlceras varicosas. “Cada caso requer um tipo de tratamento, que pode ser por meio da escleroterapia (substância química injetada dentro da veia), uso de lasers e radiofrequências, ou procedimentos que combinem as técnicas”, explica. Cirurgias também podem ser indicadas, a depender do caso.

Fonte: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita, formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina. http://www.alinelamaita.com.br/

Share Button

Dietas: modinha ou busca real por uma vida mais saudável?

Share Button

Olá Bauzetes, tudo bem?

Alguém aí fazendo dieta ou pensando em fazer? O gurpo Blog+ propôs esse tema para uma blogagem coletiva, gostamos e trouxemos p/ cá. Vamos falar o que pensamos e depois queremos saber a sua opinião, tá? 😉

fazer dieta

Opinião da Bel Ramalho: Sobre as dietas eu nunca havia feito e não considero minhas restrições alimentares de hoje dieta ou regime. Do ano passado pra cá andei me preocupando um pouco mais com o tempo, olho as fotos e embora me veja melhor agora, uma coisa é mesmo inevitável, a idade chega pra todas nós.

Como sempre fui magra e alta o peso não era motivo de preocupação, até que as medidas começaram a aumentar e alguns estilos de roupas que eu gostava muito passaram a não me vestir tão bem. Outro fato é que sou tatuada então a flacidez, essa sim é uma das minhas maiores preocupações.

Comecei a praticar Kickboxing para vencer o sedentarismo e a procrastinação, o treino pesado exigiu muito da minha musculatura e ossos, vi o quanto uma alimentação pesada compromete minha desenvoltura no combate. Resultado: Voltei a alimentação que tinha na época de solteira, com muitas frutas, verduras e legumes, menos carne e bem menos sal e açúcar.

Troco alimentos muito artificiais como bolachas e salgadinhos por opções mais naturais do mesmo segmento.

meme dieta 4

Na geladeira opto sempre pelo iogurte natural + associações. Inclui alguns alimentos integrais e orgânicos à minha rotina e sinceramente hoje sou apaixonada por eles. Como na época da infância e da adolescência, substitui os refrigerantes por sucos naturais e chás.

Uma coisa que preciso aprender é beber água, pelo menos 2 litros por dia. Hoje não consumo mais bebidas alcoólicas. Essa foi sem dúvida a minha escolha mais sábia, por motivos de vaidade e também por ter adquirido com o passar dos anos novas concepções pessoais, mantenho corpo e mente sãos. Nesta segunda início uma nova atividade, o Pilates, também pensado na minha melhora no Kick e também por motivos de saúde.

meme dieta

Opinião da Gi:  É fato que atualmente vemos muita gente mostrando como se cuida, como se alimenta e malha. Parece que a maioria faz questão de dizer “Olha, eu não enfio o pé na jaca. Como certinho e faço academia, tá?” Claro que tem que poste delícias calóricas e pés p/ cima, mas a quantidade de posts e fotos sobre dieta e malhação é imensa. 

Mas aí a gente fica pensando… será que estão fazendo isso porque realmente é importante ter esses cuidados ou porque é bonito, chama a atenção, dá ibope?

meme dieta 3

Já me falaram que pratos de comida são os que mais tem likes e compartilhamentos. Será que essas fotos estão incentivando mesmo as pessoas a buscarem uma alimentação melhor ou acham lindo na hora mas logo depois se jogam na friturança?

Tomara que os posts estejam conscientizando e indo além do modismo, né?

Da minha parte, entrei 2015 com o pensamento em saúde. Fechar a boca, perder quilos e depois viver em médico porque caiu a imunidade ou deu anemia, não é legal. Eu não acho. Bom é ter uma dieta balanceada que traga energia, ânimo e faça tudo funcionar direito.

No meu caso, não é modismo. Eu nem gosto de usar a palavra Dieta. Prefiro Reeducação Alimentar ou RA. Essa eu estou fazendo e uma das minhas metas desse ano é chegar até o fim orgulhosa de mim por ter feito as melhores escolhas. Vez ou outra a gente dá uma escorregada mas que seja bem de vez em quando mesmo. Atividade física com regularidade tb é uma meta que vou colocar em prática em breve. Só comer bem não vai trazer o resultado saudável que quero ter, então “bora” mexer o corpitcho.

Uma blogueira que passei a admirar e que me inspira a manter o foco é a Drika. Ela não tem afetação, sabe? É gente como a gente. Mostra como foi sua perda de peso e como faz para se manter bem. Dá muitas dicas do que deu certo p/ ela e que podem ser boas p/ quem a acompanha. Eu a sigo pelo insta @blogdadrika. Fica a dica p/ quem precisa de motivação mudar hábitos.

meme dieta 2

E vc, o que acha? Fazer dieta virou modismo ou as pessoas estão mesmo se preocupando em comer melhor? O que vc vê por aí? Busca por saúde ou por magreza? Acha válido ou não?

Se quiser ler outros posts da blogagem coletiva, passa no Nina Rosa Hot, Blog da Priscilla, Coisas da GigiGarotas Rosa ChoqueBeleza Sem Tamanho e Oxente, Menina. 😉

Bjks,

Bel Ramalho e Giane Carvalho

* Imagens do Pinterest

Share Button

Menina de ouro versão Kickboxing – Combate sério e corpo em dia!

Share Button

Olá Baúzetes!

O papo de hoje é sobre a arte marcial que mudou a minha vida e está mudando o meu corpo também.

O Kickboxing é uma modalidade de combate em pé, baseada em chutes e socos, rola umas joelhadas nervosas também.

94d080ea1180225b42d78cbb5c9ab5f0Eu sempre via o Kick nos filmes do Van Damme <3 e quando surgiu a oportunidade de fazer eu pensei: “Nooossa… Muito pesado, violento d+”. E é mesmo! Kickboxing é explosão!

e0157356b0afc7d483c9d32e8fd8721c

Eu era sedentária nível pleno, só não era sênior por que ainda praticava um cooper sem compromisso. Resultado: Insônia, dores infernais pelo corpo todo, uma imunidade que só despencava devido a um probleminha crônico de saúde, procrastinação e um desânimo quase que característico a mim.

dormirSempre fui uma magra saudável e longilínea, tenho 1,73cm e peso hoje 61,5kg, com isso ter uma barriga negativa nunca foi problema pra mim. Mas a idade vem chegando e pele, tônus e o formato das curvas vão mudando.

f14ae85a-667f-4ec5-bf9c-0d69bcee3ce

Enfim me animei e comecei a prática. Não gosto de moleza então fui de cara numa academia de lutas da cidade que me causava até medo, a XTeam Figth, faço as aulas com o Professor Renan Henrique, meu treino é misto e sou a única menina do grupo, sou muito respeitada e não troco minha equipe por nenhuma outra.

O treino é muito puxado:

O aquecimento parece de filme militar, é muita flexão de braço, abdominal curto, corrida com elevação de joelho e tornozelo, polichinelos, corda (estilo Boxer nada tipo Reloginho não), prancha, escadinha e… Espacate. Resultado: Em poucos meses, barriga durinha, queima de calorias absurda, músculos visivelmente mais definidos e uma elasticidade super útil.

espacate-de-van-damme

No combate funciona assim:

Ataque: Sequências de socos e chutes até a exaustão, é muita repetição. Resultado: Ninguém se atreve com você e de quebra vai ficar toda firme.

256126695c400d67026d5da2a5f2636eDefesa: Muita esquiva, agachamentos e jogos de cintura e quadris. O que é muito bom para as curvas. Resultado: Um postural adequado (até seu jeito de andar fica mais harmonioso) reflexos mais apurados, maior coordenação motora e curvas mais delineadas.

58c145c60f5e02cb80865c01db90a7a3

Quando vou comprar roupa pra treinar, entro na loja e peço roupa pra Combate. Porque se não lá vem a vendedora achando que faço Aeroboxe me oferecer uma roupitcha colorida, cheia de babadinhos. Tá cada dia mais difícil achar moda fitness conceitual. Aliás vamos falar sobre isso em outro post por aqui…

Meus looks de treino são bem básicos

IMG_20140925_223912202

 

bermuda-mma-pretorian-logo-31  top-dynamic-fitness-mulher_11442290_123921

Bermuda-Ciclista-Masculina-Realtex-Acolchoada---Preto-338_A__19866_zoom tee-shirt-everlast-new-york-boxing-club

kit 6613s-verm-adidas

Estou paquerando umas outras combinações para os dias de pegada mais aeróbica.

4e3db8ea2a19b4ab93365e92d31f7748 a8ded72d21d3817697b2dd55b2931c71 2c826ea2d4cb4ef7fad6ac45c1d7ed26

651a4c575d8bee88d30c2478ede313d6

Toda vez que saio pra treinar penso da seguinte forma: Quando você entra numa escola para aprender algum oficio é para ser especialista naquilo, profissional. Eu faço Kick para ser uma lutadora, não profissional, mas completa, quero chegar na faixa preta e graduar quantos Dans forem possíveis de se ter (vai demorar…).

609e86b8e9b11770c21bac373c5cbbbc

O que eu aprendi com o Kick foi que com determinação você alcança seu objetivo e muitos outros que ainda nem tinha pensado em tentar. Não importa o quanto ainda falta, mas o quanto você já conseguiu.

5cb48bff7ae00b72d9e85a7503b82ee4

Enfim comecei a praticar para vencer o sedentarismo e hoje estou plenamente satisfeita com meu corpo e com as mudanças super rápidas que estou percebendo nele. Estou muito mais calma e concentrada.

Porradaterapia

f9044bc6ed6d599088a0c40bae5fe346

Procrastinar? Jamais! Meu dia tem 24 horas mas se tivesse 12 eu dava conta de tudo.

Por hoje é isso meninas. Torço para que vocês se animem a praticar algum combate.

Fiquem com Deus e se cuidem!

Bjos

Bel Ramalho

Share Button