Arquivo de etiquetas: Melissa

Uma montanha russa chamada Troca de Melissa

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Quero registrar aqui um fato que aconteceu comigo e que já contei no IG do blog (@blogbauhype).

Tenho um relacionamento aberto com a marca Melissa. Fui Melisseira durante anos e deixei de ser por uma série de fatores, como contei nesse post.  Não sou mais uma grande consumidora mas gosto de ver os lançamentos e compro de vez em quando.

No Natal, ganhei uma Cosmopolitan. Achei maravilhosa! ♥

Sandália linda, moderna, estilosa e confortável. Plástico super molinho, palmilha acolchoada, ajuste com velcro que deixa o modelo mais confortável ainda. Enfim, adorei e passei a usá-la direto. Até que um dia, estava andando com ela em casa, me preparando p/ sair, quando senti que ela soltou do meu pé. Achei que fosse o velcro e quase caí dura quando olhei…

A tira rasgou, gente! Nossa, fiquei arrasada! Na hora postei no IG do Blog e p/ a minha surpresa, várias meninas comentaram que também tiveram problema com esse modelo e com outros, mas que eu poderia tentar trocar na loja ou diretamente com a marca.

Isso me deu um certo alívio. Não sabia que a Melissa dava garantia de 30 dias p/ trocar na loja ou 90 dias p/ enviar p/ a marca.

Optei por levar à loja, mesmo tendo passado um pouquinho dos 30 dias e fui atendida com excelência. Me falaram que iriam enviar p/ a perícia e que depois me dariam retorno. E assim foi. Uns 10 dias depois, me avisaram que a troca estava liberada.

Pensei Uau, Melissa não tá de brincadeira, hein? Aí sim! Resolveram rápido o meu problema e não vou ficar no prejuízo. Gostei!

Fui feliz realizar a troca na loja e… bom, não aconteceu como eu esperava. Não tinham mais a Cosmopolitan que eu tanto amei. Teria que trocar por outro modelo, só que os que estavam disponíveis na minha numeração ou eram mais caros ou mais baratos. Ou seja, teria que pagar a diferença ou perder uma grana. O modelo que custava o mesmo valor, eu não gostei. E a loja não poderia me dar um vale p/ eu trocar em outra ocasião, quando recebesse mais modelos. A troca tinha que ser imediata. Ahhhh, poxa! =(

Acabei pegando a Boemia Platform, que era a que se aproximava mais do preço da Cosmopolitan e que eu simpatizei.

Simpatizei mas não amei como a Cosmopolitan. Fazer o que …

A marca e a loja foram prestativas, não fiquei no prejuízo total mas também não fiquei 100% satisfeita porque tive que pegar um modelo de menor valor e diferente do que eu tinha gostado mais.

Após uns dias usando a Boemia, adivinha? Sim, ela também rasgou. Ó céus, ó vida! =(

Lá fui eu de novo, mas dessa vez fiz diferente. Em vez de ir à loja, falei com o SAC da Grendene e foi até que rápido e simples. Logo me enviaram um mail com as informações para eu mandar a Melissa para a empresa com porte pago por ela e depois outro com os modelos que estavam disponíveis para a troca. Escolhi a Melissa Be, um tênis bem fofo que eu adorei.

Foto que poste no Stories do IG do Blog no dia que a usei

Tomara que não dê mais problema porque trocar pela terceira vez é triste e também porque já acabou a garantia.

Fica a dica p/ vc caso tenha uma Melissa com defeito. Procure a loja no prazo de 30 dias ou fale diretamente com a marca em 90 dias. Pode ser que vc vão consiga o mesmo modelo mas tem grandes chances de troca. 

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Quando fui Melisseira…

Share Button

Olá Bauzete, tudo jóia?

O post de hoje é bem pessoal. Por favor, não me ache egocêntrica. É que me deu vontade de dividir com vc uma fase da minha vida muito legal que aconteceu por volta de 2007, 2008 e foi até 2012, mais ou menos.

Nessa época eu fui DOIDA por Melissa!

Tudo começou em 2007 quando comprei uma Night para ir a um evento em São Paulo. Precisava de um calçado estilosinho e confortável porque teria que viajar, caminhar e ficar horas em pé. Daí na mesma loja em que comprei o look, comprei a sapatilha e amei!

Melissa Night

Melissa Night

A partir daí, comecei a pesquisar sobre outros modelos e a fazer parte de grupos no Orkut e do Flickr. Ah, o Flickr! ♥ O paraíso das Melisseiras! Lá o negócio ficou sério!

Meninas de todo o Brasil e até do exterior (Alow Marleninha Babo! Portuguesa querida que fez amizade com a brasileirada e até hoje é nossa amiga) postavam fotos de looks, desapegos e lançamentos.

melissas 1 melissas 2

Os lançamentos eram um caso a parte. A loucura era tanta p/ conhecer os modelos das novas coleções que parecia uma gincana p/ ver quem postava primeiro. Valia até fazer uma amizade sincera ♥ com o marketing da marca ou com a gerência de alguma loja famosa p/ ver o catálogo.

Surgiram vários blogs especializados em Melissa e que fizeram sucesso como Plastic Fantastic, Look Melissa, Melissando, Get the Look e Melisseiras de Plantão.

Os Encontros de Melisseiras eram realizados em todo lugar. Tive oportunidade de ir em alguns aqui no Vale do Paraíba e em São Paulo, na Galeria Melissa.

encontro de melisseiras

Foto tradicional dos encontros de Melisseiras

Nessa época, conheci várias meninas que depois se tornaram blogueiras, como a Lenize do Miss Sainha, Tabata do Taby Says (nossa quarta bauzete que cuida do nosso design), a Rittiele Nunes do Things I Love, a Fabiana Pranaitis do Blog da Ruiva e a Carol Turtura do Amostra Online.

Eu e a Tábata do blog Taby Says em frente à Galeria Melissa

Eu e a Tábata do blog Taby Says em frente à Galeria Melissa

Com a Fabiana Pranaitis e a Cecilia Nakashima

Com a Fabiana Pranaitis e a Cecilia Nakashima

Com a Carol Turtura do Blog Amostra Online e a Natalie Furlan, em frente à Galeria Melissa

Com a Carol Turtura do Blog Amostra Online e a Natalie Furlan, em frente à Galeria Melissa

Parte da minha coleção na época:

coleção de melissas

Alguns modelos que são xodós:

Melissa Severine Joaninha

Melissa Severine Joaninha

Melissa Lady Dragon de Laço

Melissa Lady Dragon de Laço

Quando chegava a revista Plastic Dreams era um acontecimento! Tinha menina que sempre recebia em casa, tinha quem nunca recebia e precisava buscar na loja. Tinha quem ia buscar e não achava mais. Tinha quem pegava duas para mandar p/ a amiga. Eu fazia parte das que nunca recebiam em casa mesmo tendo feito o cadastro no site da marca. O dia que recebi a primeira pelo correio, fiquei com olhinhos de coração.

Revista Plastic Dreams

Revista Plastic Dreams

Mas em 2012, a coisa começou a desandar p/ mim e p/ várias melisseiras. Primeiro porque a marca ficou mais cara e a qualidade caiu (agora já não está mais assim mas nessa época vários modelos davam problema).

DSC06244

Melissas com defeito

Melissa com defeito

Segundo porque a marca abriu uma loja em Nova York e convidou blogueiras que falavam mal de Melissa, em vez de prestigiar as bloggers que se dedicavam em divulgá-la. Foi um fato que decepcionou as fãs. Meio que abalou o amor, a relação, sabe?

Deixei de ser melisseira fanática e me tornei consumidora comum da marca, que compra quando dá, quando acha com um bom desconto ou desapego.

O melhor de tudo isso foram as amizades que ficaram! Nos seguimos nas redes sociais, nos falamos pelo Whats, nos encontramos quando viajamos ou por aqui mesmo.

Com a Lívia Ferreira na Loja Passo a Passo

Com a Lívia Ferreira na Loja Passo a Passo

Com a Paulete no Taubaté Shopping

Com a Paulete no Taubaté Shopping

Com a Karina Lima na Galeria Melissa

Com a Karina Lima na Galeria Melissa

Com a Camila Shiraiva e Mara Bianchi na Galeria Melissa

Com a Camila Shiraiva e Mara Bianchi na Galeria Melissa

Com a Cassiana Ximenes no Taubaté Shopping

Com a Cassiana Ximenes no Taubaté Shopping

Com a Gizelle Leite e a Julia em Aparecida. Ela são de B.H.

Com a Gizelle Leite e a Julia em Aparecida. Ela são de B.H.

Por ter me marcado de forma positiva e me presenteado com amigas ótimas, a Melissa sempre terá um espaço no meu coração. ^.^

Mais alguém aí curtia bastante Melissa ou curte ainda? Me conta!

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button