Arquivo de etiquetas: hábitos saudáveis

5 mitos e verdades sobre o emagrecimento

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

O post de hoje é p/ quem está fazendo de tudo p/ emagrecer. Se é o seu caso, calma aí!

Primeiro, emagreça se isso for te empoderar, te trazer uma espetacular satisfação pessoal, melhorar sua autoestima e te dar disposição para conquistar seus objetivos. Não queira mudar seu tipo físico para agradar outras pessoas, ok? Só a si mesmo/a 😉

Cuidado com as medidas radicais, como as “dietas da moda” que excluem totalmente alguns tipos de alimentos ou submeter-se a procedimentos cirúrgicos invasivos.

“A velocidade com que as novas dietas surgem e desaparecem está diretamente relacionada ao fracasso das mesmas”, alerta a nutricionista Gladia Bernardi, criadora do método Emagrecimento Consciente. “Se elas dessem mesmo certo, o resultado obtido seria duradouro e não seria preciso, a toda hora, criar uma nova modalidade”, comenta ela.

No entanto, o que pouca gente sabe é que é possível, sim, emagrecer de forma saudável e sem tanto sacrifício. “A obesidade é uma doença mental, e o que precisa ser tratado é a chamada ‘mente gorda’. É fundamental trabalhar a repetição de novos e bons hábitos, que levem à perda de peso sem o uso de remédios, dietas restritivas ou intervenções cirúrgicas. O grande segredo é transformar a maneira como o indivíduo se relaciona com a comida”, recomenda a nutricionista e coach.

A especialista aponta alguns mitos e verdades do processo de emagrecimento:

1 – Dieta sem glúten e sem lactose funciona para todos – MITO

Assim como muitas outras dietas que viraram “moda”, a técnica de eliminar completamente o glúten do cardápio ganhou adeptos entre celebridades e acabou se tornando popular no Brasil e no mundo. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, nem todas as pessoas se beneficiam dessa estratégia para perder peso.

“Com exceção do 1% da população mundial que sofre de doença celíaca, ou seja, que tem sensibilidade ao glúten, as pessoas acabam emagrecendo com essa dieta por evitarem alimentos calóricos como pão, macarrão ou bolo, que contêm glúten. Ou seja, a questão não é o glúten em si, e sim as escolhas alimentares mais inteligentes”, pondera.

No entanto, Gladia alerta que de nada adianta evitar alimentos com glúten e exagerar no chocolate, por exemplo. “O profissional precisa descobrir qual é o gatilho mental que está sendo acessado pelo seu cliente e como ele é representado no seu corpo com excesso de peso.”

Portanto, segundo a especialista, mais importante do que focar apenas nos itens que compõem o cardápio é descobrir o que faz com que aquele indivíduo coma compulsivamente e “desativar” essa armadilha da mente.

2 – Suplementos podem substituir refeições para emagrecer- MITO

Para Gladia, esse é mais um mito fundamentado somente no imediatismo. “A pessoa até pode recorrer aos suplementos para emagrecer como ‘emergência’ para o verão, mas se esquece de que há vida no outono, no inverno, na primavera. Quem aguenta tomar suplementos durante o ano todo?”, questiona.

Além do mais, lembra a especialista, muitos desses produtos não são regulamentados ou acabam proibidos de serem vendidos no Brasil. Isso acontece por não haver pesquisa que comprove se eles são ou não prejudiciais à saúde. “Além de não emagrecer, a pessoa pode colocar sua própria saúde em risco, principalmente se consumir por conta própria. Por isso, sempre alerto para procurar um profissional de saúde para buscar orientações antes de utilizar qualquer tipo de suplemento”.

3 – Ter o apoio de um bom profissional faz emagrecer – VERDADE

Apenas a prescrição perfeita, de acordo com Gladia, não garante o bom resultado. “Um bom profissional trata a raiz do problema e faz com que o cliente emagreça de forma consciente”, pontua a especialista.

Ela explica que fatores como a autossabotagem e a criação de uma zona de conforto precisam ser combatidos. “O profissional deve dizer ao paciente: ‘Se você quer mudar de vida para sempre, quero fazer uma pergunta: me dê um bom motivo para que eu continue ajudando você’. Assim, o paciente percebe o empenho e passa a buscar o resultado”.

“Todos os pacientes provavelmente já passaram por outros profissionais e métodos, tentativas frustradas de dietas e processos de emagrecimentos inacabados e ou interrompidos. O bom profissional deve saber lidar com essa frustração e apontar o caminho correto”, ensina.

4 – Modificar a mentalidade emagrece – VERDADE

Na opinião de Gladia, a mudança de pensamento é a grande chave para o emagrecimento e garante que os resultados sejam duradouros. “O controle da ansiedade, por exemplo, além de ajudar a emagrecer melhora o sono e a saúde em geral, facilitando o controle de doenças, e, acima de tudo, gerando um sentimento de vitória com os novos hábitos.”

Segundo a especialista, a única forma de tratar problemas como a compulsão alimentar é através da mudança de mentalidade. “A compulsão por comer deve ser vista como um vício, assim como o de um alcoólatra, de um usuário de drogas. Ela nada mais é do que o vício por comida”, comenta.

5 – Cirurgia vai me deixar magro para sempre- MITO

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), o número de intervenções cirúrgicas cresceu 300% nos últimos dez anos. Deste total, 5% são pacientes com menos de 20 anos.

“Ao recorrerem a cirurgias, muitos imaginam que estão dando o seu último adeus às gordurinhas. No entanto, esse é um grande mito, pois a verdadeira origem da obesidade não foi tratada, e é por isso que muitos voltam a engordar”, explica Gladia.

“Quase todos os meus pacientes usavam a comida como um remédio para um mal emocional, e por isso estavam acima do peso. É preciso mudar a maneira de pensar a comida e de se relacionar com ela. Caso contrário, após a intervenção cirúrgica, o descontrole alimentar pode voltar a se manifestar nos próximos 2 anos, comprometendo o resultado”.

Bjks,

Giane Carvalho
Fontes: Gladia Bernardi – Nutricionista, coach e desenvolvedora do método “Emagrecimento Consciente”, baseado na neurociência, na programação neurolinguística e em coaching.

Imagens: Shutterstock

Share Button

Gratidão – Os resultados maravilhosos dessa prática.

Share Button

Olá Bauzete!

Já falamos por aqui sobre o pensamento positivo e seus benefícios, hoje  vamos falar da gratidão, novamente sob uma ótica diferente da tão corriqueira maneira como tem sido inocentemente difundida.

12009686_731511150325632_5696967340138640205_n

A gratidão virou uma tendência de comunicação, que bom, mas é uma pena ela exista quase somente na linguagem e muito pouco verdadeiramente na experiência.

A psicologia positiva tem estudado a gratidão não somente de uma maneira disciplinar acadêmica, mas como uma prática a ser incrementada em nossos hábitos.

Benefícios da prática da gratidão: Ajuda a manter o foco no positivo. Faz com o indivíduo se sinta mais jovem mais saudável e viva mais. Promove a qualidade no sono e controle emocional.

Ser grato ou parecer grato viralizou, se você não “posta” sua gratidão está por fora. Então agora a questão é pensar quantos de nós aperta pelo menos uma mão por dia e agradece por pequenas coisas?

Numa perspectiva social a gratidão tende a estreitar laços e fortalecer vínculos. Repare, quando fazemos algo por alguém e essa pessoa se demonstra grata, nos sentimos estimulados a fazer cada vez mais e melhor por ela. Outro exemplo, quando um amigo se dá o trabalho de agradecer sua companhia após um passeio, faz com que se sinta importante, logo você deseja mais vezes estar com ele.

Dicas para aumentar sua gratidão:

  • Seja mais criativo nos seus agradecimentos, substitua um simples “Obrigado” por sentimentos mais definidos, reflita e descreva melhor o sentimento bom que lhe acomete, por exemplo: Significa muito pra mim quando você faz isso … Muito obrigado!”
  • Identifique as coisas boas que acontecem no seu dia por menores que sejam.
  • Reconheça as pessoas que verdadeiramente trazem coisas boas a sua vida e merecem sua gratidão, caso decida expressar seja sincero. Pior que a ingratidão é o sentimento falso.
  • Mantenha o hábito de agradecer diariamente por três coisas boas no seu dia. Acostume-se a fazer isso no exato momento em que acontecem, esse novo hábito vai te ajudar a manter seu foco no positivo.
  • Pense nos resultados. Quer ter resultados favoráveis? Exerça a gratidão, embora pareça não haver ligação entre eles, sim existe.

Pense sobre isso…

E se ao invés de reclamar e criticar você fosse grato? Grato pelo que tem e pelo que as pessoas fazem ou já puderam fazer por você.
Gratidão é uma fábrica de felicidade. É cientificamente comprovado que as pessoas que exercem a gratidão são consideravelmente mais felizes do que as demais, são mais saudáveis, vivem mais e se sentem mais jovens. Gratidão não é utopia, é uma poderosa ferramenta de autorregulação emocional.

Por hoje é isso! Sou grata por cada leitor (a) do nosso Baú <3

Fiquem com Deus e se cuidem!

Beijos Bel Ramalho – Comunicóloga / Executive and Life Coach

 

 

 

Share Button