Arquivo de etiquetas: dica de estilo

Armário Cápsula – Etapa 1 na prática!

Share Button

Olá Bauzetes e Bauzeiros! Muitos se animaram a fazer o Armário Cápsula depois desse post aqui ó… Então eu voltei para compartilhar como está sendo minha transição de um armário normal bastante econômico para um que é minimalista de verdade.

Recapitulando: O seu armário tem que ter a sua cara, atender as suas necessidades e fazer sentido pra você. O número de peças é uma escolha sua, os itens que entram ou não, são uma escolha sua, sazonal ou definitivo também é uma escolha sua.

Para as pessoas que são consumistas, acumuladoras ou tem armários lotados e nem sabem por que, fazer o armário cápsula será mais desafiador. Pra mim está sendo um pouco natural, mas essa naturalidade não é obrigatória.

Eu dividi esse desafio em etapas e a primeira delas é subdividida em:

  1. Analise: Defina seu número de peças ideal pensando no seu dia a dia e necessidades.

Escolha seu estilo por paleta de cores ou conceito. Uma consultoria de imagem pode ajudar, se ainda não tiver recurso para isso, garimpe, tem muita informação gratuita e bacana por aí. Nós do Baú não somos consultoras, orientamos sobre projeção, afinal todo profissional de propaganda e rádio/tv é produtor por tabela, são profissionais como nós que (além de redigir, criar e/ou dirigir) vestem as pessoas nos comerciais e programas, com o intuito de passar uma imagem ou vender uma ideia, assim como na vida todos estamos “vendendo” nossas ideias. Por isso entendemos o suficiente sobre moda, estilo, projeção e mkt pessoal pra tocar o nosso Bauzinho com certa propriedade.

  1. Desapegue: De tudo que não te representa ou não te projeta como gostaria.

Também de tudo que está em mau estado de conservação, prejudica suas formas ou não te serve mais.

É o tipo apegada ou apegado? Sugiro um exercício: Coloque essas peças numa caixa fora do G.R, é a última chance delas, defina um tempo, usou bem, não usou? Amém.

Separe as peças com potencial de venda e envie para um brechó, é uma maneira bacana e sustentável de capitalizar para as próximas compras.

Troque ou doe aquilo que sentir vontade.

  1. Organize: Já enxuto é hora de organizar seu armário, com mais espaço vai ficar fácil ter peças sempre lisinhas e cheirosas, ao alcance dos olhos e prontas para usar. Além de conservadas por mais tempo.

Seguir alguns perfis de profissionais em organização pode te ajudar sugiro a Helen Organizer.

Mantenha limpo e arrumado, acredite é uma prática super construtiva que você vai levar do closet para a vida.

  1. Otimize: Ficou alguma coisa que precisa de reforma? Aquele vestido tem uma estampa linda, mas está curto d+? Vira camiseta, a saia vira top, aperta daqui, estica de lá e voilá, peças novas! Ouse fazer diferente!

Experimente novas combinações e vá anotando tudo para consultar na hora da pressa ou da dúvida.

  1. Expanda: Que tal experimentar esse conceito na caixinha maquiagem e esmaltes, será que você também precisa de tantos cremes e shampoos? Usar um único perfume ajuda a definir uma identidade própria, já pensou nisso? Ouse ir além!

Faça isso o quanto antes, não se preocupe com a perfeição, o armário é seu e vai estar ali pra você mexer e remexer quantas vezes quiser. O importante é começar!

É mais do que um estilo de vida é um exercício de assertividade, por exemplo, desapegar de uma jaqueta velha pode te ajudar a se desprender das coisas que, assim como ela, ficam jogadas lá no fundo do seu íntimo, as vezes lembradas, as vezes esquecidas, mas sempre ocupando o espaço daquilo que é novo.

Pense a respeito e se fizer sentido pra você, encontre a sua maneira de encapsular o que é material e expandir o que é livre, belo, nobre e gratuito: O poder pessoal, que nunca sai de moda e fica lindo em você.

Beijos e abraços apertados!

Iluminem-se!

Bel Ramalho – Comunicóloga e Coach Executivo e de Vida

 

Share Button

Armário Cápsula – O que é e como montar o seu.

Share Button

Olá Bauzetes e Bauzeiros. Vamos conversar sobre estilo de vida? O papo hoje é sobre slow fashion, consumo consciente, Armário Cápsula.

Armário-cápsula é um termo criado pela britânica Susie Faux nos anos 70, consiste em ter uma pequena coleção de itens essenciais e atemporais.

Atualmente o termo também se refere a um grupo de peças que quando combinadas entre si, maximizam o número de looks. O objetivo de ambos os conceitos é ter looks ideais para todas as ocasiões mas sem gerar acumulo de peças.

O desafio raiz é viver com apenas 37 peças de roupas que são atualizadas a cada três meses – sem comprar nada nesse período.

Montagem:

Existem diversas formas de organizar um armário-cápsula, o que eu defendo é colocar sua personalidade e necessidades nele, a sugestão é uma coleção a cada estação. A ideia é não comprar nada, nada, nada durante esse período, exceto necessidades extremas. E as peças de cada estação serão guardadas para a volta da temporada.

A quantidade de roupas é uma escolha pessoal 15, 30, 45… E nesse número, incluem-se também os acessórios como bolsas, lenços e sapatos.

Eu decidi viver essa experiência e comecei a movimentar a transição.Por que? Porque eu sempre mantive um número mínimo de roupas, mas descobri que posso viver e me sentir melhor com bem menos. Isso tem muita coerência com meu estilo de vida e minhas escolhas atuais.

Como eu vou fazer: Montar meu armário com no máximo 45 peças de base, não farei a troca entre estações, exceto das peças extremamente sazonais como lãs e biquínis.

Como começar:

  1. Autoconhecimento: Defina seu estilo. Sugiro as perguntas: Como gosto de me sentir? / Como quero parecer?
  2. Qual meu esquema de cores: Você não precisa usar somente cores básicas se não gosta delas, armário cápsula não é privilegio dos básicos, mas busque dar preferência para cores neutras para as peças base. Olhe com carinho para atemporais, evite as “cores do ano”.
  3. Escolha seus padrões: Assim como as cores dê preferência aos atemporais.
  4. Opte por qualidade: A ideia é ter poucas roupas certo? Então elas precisam durar para ser usadas várias vezes. Qualidade e preço nem sempre estão atrelados, mas se em alguns casos estiver, pense nisso como investimento. Mais uma vez sugiro que as peças bases recebam maior recurso.

Na prática:
1. Faça uma boa faxina, desapegue, doe, venda ou troque as peças que não te representam mais. Mandar pra um Brechó é bacana, você capitaliza para as próximas compras.

2. Crie uma pasta de armário cápsula ideal no seu celular, isso ajuda na hora das compras. é tipo aquela lista que levamos ao super pra não comprar aleatoriamente.

3. Busque na internet aqueles quotes de itens básicos para um guarda roupa estiloso, pode te ajudar a não esquecer de nada.

Quais são os benefícios de limitar o guarda roupa:

  • Otimização de recursos:  Nada de desperdícios de peças, peças esquecidas quase sempre são compradas em duplicata.
  • Otimizar o espaço no seu guarda-roupa:  O que faz você enxergar tudo que tem e não comprar peças em duplicata rsrsrs… Sim tá tudo muito ligado!
  • Otimiza tempo: Pois facilita a escolha das roupas, são poucas opções, você realmente ama tudo que escolheu e tá tudo ao alcance dos olhos.
  • Reforço na identidade e auto estima: Afinal de contas vai vestir apenas o que você é, o que te projeta bem e o que realmente faz sentido pra você. A auto estima vem por tabela, coerentes com nossa identidade concentramos nossa intenção e modificamos nossas realidades (já falamos disso aqui)
  • Mais poder pessoal: Menos compras impulsivas exigem mais assertividade, a pratica de ser assertivo se torna um hábito, essa habilidade é somado a sua personalidade, aquela que fica contigo a vida inteira, não sai de moda e não é descartada quando rasga.
  • Otimização do dinheiro: Você não comprará roupas novas por pelo menos três meses ou mais como no meu caso. Nesse período terá tempo para organizar suas finanças.
  • Dar mais valor a você se tornar mais criativa: Pois será a principal peça base e  terá que desenvolver muitas combinações com pouco, esse despertar da criatividade exercita em nós a habilidade de gerenciar recursos e solucionar crises.
  • Vai cuidar da saúde: As roupas precisam servir por mais tempo.

Economicamente, ecologicamente e socialmente saudável, essa é a minha escolha pro momento, vou adorar saber o que vocês estão aprontando por ai. Vamos cocriar!

Talvez esses outros artigos te interessem: Consumo compulsivo e Minimalismo.

Beijos e Iluminem-se!

Bel Ramalho – Comunicóloga / Coach Executivo e d Vida.

Share Button