Arquivo de etiquetas: comunicação corporal

10 passos contra a timidez e baixa autoestima.

Share Button

girl-850117_960_720Direto ao ponto. Pegue papel e caneta, procure ser sincero consigo, anote quantos desses passos fizerem sentido pra você. Comprometa-se, sem movimento diferente o resultado será sempre o mesmo.

Então, se não agora, quando?

1. Aprenda a dizer não: Aprender a dizer “não” é um grande passo para superar a timidez. Dizendo não, você trabalha a timidez de impor suas vontades.

Você é do tipo que sempre pega os folhetos que nos entregam na rua, mesmo sabendo que não te interessam? Você paga os 10% de serviço do restaurante, mesmo quando não foi bem atendido? Se o seu colega de trabalho ou escola pede algo pessoal emprestado você cede mesmo se incomodando muito com isso?

Escolha aprender a dizer não!

2. Nada de justificativas: Não se preocupe em justificar sua negativa. Existem várias formas de dispensar o indesejado com certa elegância. Por exemplo:  “Não, obrigado”, ser verdadeiramente grato, resolve qualquer empasse nesse sentido ou “prefiro não”, ser enfático e incisivo não deixa abertura para invasões. Isso é suficiente.

3. Não fuja dos olhares! A comunicação é na sua maior parte não verbal.

Como você reage quando alguém olha para você? Abaixa a cabeça, desvia o olhar? Essa é uma atitude típica dos tímidos, fuja da zona de conforto!

Contatos visuais são expressões muito importantes para se comunicar. Não encare (mais de 10 segundos) isso ativa no interlocutor o instinto de fuga do predador, por outro lado fugir de olhares demonstra submissão. É essa a mensagem que você deseja passar?

Sugestão: Olhe entre as sobrancelhas, você não irá se sentir incomodado e o interlocutor acreditará no contato visual.

Sorria sutilmente, cumprimente com o movimento de cabeça,  já é uma iniciativa…

4. Autoconfiança: Confiar em si mesmo é um importante passo para vencer a timidez. Para isso será fundamental movimentar o autoconhecimento, encontrar-se com suas qualidades, mensurá-las e também descobrir pontos de melhoria e desenvolve-los.

Comparar-se não ajuda em nada! Substitua esse tipo de pensamento por outro que lhe agrade, pode ser qualquer coisa que te arranque um suspiro ou um sorriso. Sugiro ancorar-se num momento em que vc se sentiu maravilhoso, visite aquele momento. Quando você demonstra estar seguro consigo mesmo você soma energia, se empodera e ainda ganha a admiração das outras pessoas. Dica: Se não é finja ser até que se torne, você pode agir como se fosse confiante e expressivo durante uma semana, experimentar comportamentos característicos e descobrir que na prática não é tão difícil quanto parecia. ( Vamos ter post sobre essa técnica)

5. Descubra novos ambientes e experiências: Como é seu dia? Você frequenta sempre os mesmos lugares, mantém os mesmos hábitos? Desfrutar novos ambientes e experiências vai ajudá-lo.

6. Desenvolva a sua simpatia: Você é uma pessoa simpática, mas só a sua família reconhece isso?

Ser carismático é uma qualidade essencial para projetar-se positivamente e facilitar o contato com as outras pessoas, sendo carismáticos criamos um ambiente favorável para sermos abordados (iniciativa do outro) e aumentamos e facilitamos a nossa aceitação pelo grupo.

7. Aprenda a ter carisma: Utilize ancoras, observe pessoas carismáticas que você admira e passe a inspirar-se nelas, desde comportamentos diretamente ligados a projeção até hábitos saudáveis. Crie seu próprio estilo unindo o melhor das pessoas ao seu melhor.

8. Descubra seu nível de timidez. Existem diversos testes espalhados na internet que identificam o seu grau de timidez ou faça uma avaliação intima e sincera consigo mesmo, procure ser lúcido e não se vitimizar.

9. Identifique os gatilhos da sensação de timidez: Escreva em uma agenda todas as situações que levaram a uma sensação de timidez ou inferioridade e pratique os evites (evitar situações, pessoas, ambientes e conteúdos que acionem o gatilho). A partir das anotações reflita como você poderia ter agido de forma diferente para conseguir um resultado mais positivo.

Parta para a ação: Confronte suas anotações, tomando as medidas práticas que você descreveu para modificar o resultado.

10. Dissocie – se do problema: Frases como “eu sou tímido” ou “eu sou inferior” fazem com que você e os demais te associem a timidez e a inferioridade, tornando-os inseparáveis, prefira “ Estou tímido”  “Tenho me sentido inferior” essas frases colocam a emoção como algo aparte de você, esse sentimento é seu, mais não é você.

Caso pareça muito difícil oralizar dessa forma utilize o auxiliar linguístico no tempo passado “eu era tímido” e para tornar mais convincente para si mesmo complete “estou trabalhando sobre isso” ou use o auxiliar ainda, “ainda sou tímido” “por enquanto me sinto tímido”.

Em ambientes que incomodem sua timidez e autoconfiança:

  • Desencoste das paredes, no início permita-se usar algum objeto como âncora, como por exemplo, segurar um copo, um livro ou transitar.
  • Evite mãos nos bolsos e braços cruzados.
  • Sorria e corrija a postura.
  • Ao chegar cumprimente ao máximo de pessoas possíveis. Se não conhece ninguém aproveite a oportunidade de se apresentar, basta uma frase: Boa noite, sou Pedro, prazer!
  • Se você leva um acompanhante a um ambiente em que ele é desconhecido, cumprimente e apresente sua companhia: Boa noite, essa é minha amiga Ana.
  • Caso esteja desconfortável respire fundo, troque de ambiente, dê uma volta ou mude a posição do corpo.

Experimente praticar algumas dessas dicas poderosas e irá identificar melhoria em seus comportamentos e emoções.

Um beijo e cuidem-se!

Bel Ramalho – Comunicóloga/ Coach Executivo e de Vida.

Share Button