Arquivo de etiquetas: Coach Girl

Inteligência Emocional – Como desenvolver essa habilidade.

Share Button

Olá Bauzete! Com certeza você já ouviu falar em Inteligência Emocional.

No âmbito profissional, assim como no pessoal, saber gerir nossas emoções é extremamente necessário para nos mantermos emocionalmente equilibrados e saudáveis.

Pois bem. Inteligência Emocional pode ser definida como a habilidade de entender e se relacionar bem e racionalmente com nossas emoções e suas reações, sem deixar que as mesmas interfiram na qualidade das nossas atitudes e pensamentos.

o-que-e-inteligencia-emocional

Para começar, vamos ressignificar as emoções, considerando que nenhum sentimento é inteiramente mau, por exemplo, o medo e a raiva, que de inicio são considerados sentimentos negativos, podem ser utilizados como ferramentas de superação e motivação, isso é manter o foco no positivo.

Para desenvolver sua Inteligência Emocional:

Saiba gerir seus sentimentos: Primeiramente é preciso saber identificar seus sentimentos positivos ou negativos e a origem de suas emoções . Caso frequentemente você se pegue dizendo ou pensando coisas do tipo: “Não sei de onde está vindo esse sentimento” ou ” Não sei por que estou me sentindo assim” é hora de se dar mais atenção. Sentimentos como ódio e inveja, que movimentam desinteligências e atitudes impensadas, são o carro chefe do descontrole emocional. Quando você é capaz de identificá-los prontamente pode eliminá-los ou usá-los de maneira assertiva.

Suspenda o julgamento. Respeite as emoções dos outros: Inteligência emocional também diz respeito a capacidade de reconhecer e entender as emoções de terceiros, lidando com as suas reações de maneira respeitosa e compreensiva. Quando você honra a individualidade do outro tem mais chances de desenvolver uma comunicação efetiva e cordial, isso é socialmente saudável, torna agradável a convivência, estreita laços e aproxima as pessoas.

Use a pressão ao seu favor: Estamos constantemente expostos a situações que nos desagradam, que geram estresse e pressão, a melhor forma de lidar com elas é ressignificando-as como oportunidades de fortalecimento e ferramentas criadoras de novas soluções antes nunca pensadas. Na crise, crie!

Fale dos seus sentimentos: Não saber ou não conseguir expressar sentimentos também é um forte indício da não inteligência emocional. Quando você não se habilita a definir claramente seus sentimentos e motivações, gera dificuldade de auto conhecimento e também de ser entendido pelas pessoas do seu convívio. Comece hoje aos poucos a falar do que sente, claro seletivamente, saber o que falar e para quem falar é fundamental e um belo exercício da inteligência e intuição.

Pegue seu leme: Na vida pessoal e profissional é preciso estar no controle do seu barco. É importante romper o ciclo de prejuízo movimentado em nós por situações ou pessoas nocivas, todo sentimento negativo e mal definido só nos afeta quando e até que pontos nós mesmos permitimos, ser senhor dos seus domínios é não dar poder ao outro ou às situações para desequilibra-lo. As reações que temos quando estamos fora do nosso próprio controle nos causam muitos transtornos e comprometem nossa imagem projetada.

Permita-se errar: Você perde menos tempo e energia com sentimentos não construtivos como baixa auto estima, medo e comparação, Não ser duro consigo mesmo é um dos hábitos que mais contribuem para o progresso dos seus objetivos.

A Inteligência Emocional é primordial para o alcance do sucesso profissional e pessoal sobretudo nos tempos em que vivemos, onde o estresse, a competitividade, a comparação e a pressão estão cada vez mais presentes na rotina dos indivíduos. Ser emocionalmente inteligente torna-se um diferencial poderoso.

Por hoje é isso. Cuidem-se e fiquem com Deus!

Bel Ramalho – Comunicóloga / Executive & Life Coach.

 

 

 

Share Button

Vencendo o Pessimismo – Pensamento Positivo. Como fazer disso um hábito.

Share Button

Olá Bauzete!

Pensamento Positivo! Essa afirmação já virou um mantra nas redes sociais, mas para quem é pessimista (por qualquer motivo, seja pós trauma ou por crença limitante) parece muito difícil aderir na essência a essa moda da positividade sempre.

338f0b201cf245f4b4bb9a01362587cf

Muitos estudos sérios relacionam o modo de pensar e a sua consequência sobre o nosso corpo físico e nossa rotina. Exemplo, quando você é demitido do trabalho de maneira inesperada, o susto, o medo e a tristeza promovem uma ressaca moral gigantesca, sua vontade no dia seguinte é de não por a cara na rua e a esperança de dias prósperos vai a zero, o mesmo acontece quando há o termino de um relacionamento, a chamada bad.

pensamentos-negativos

Em reação disso você fica cabisbaixo, desmotivado e consequentemente não toma atitudes efetivas para mudar a situação, vitimizar-se parece mais cômodo, num flagelo quase viciante. Agora, quando você na contra mão do medo, resolve pensar de maneira positiva e definitivamente fazer algo por você, as coisas começam a acontecer notavelmente.

Como exercitar sua positividade:

Nas relações interpessoais, a parte que pensa de maneira positiva tende fortemente a se comportar de maneira controlada diante das desavenças, superar momentos árduos de maneira sutil, isso fortalece laços e estreita relações.

No ambiente de trabalho, encare as adversidades como estágio, um preparo para novos e melhores momentos, isso se chama ressignificar, dar novo significado aos fatos negativos do dia a dia. Procure pensar nas dificuldades como uma oportunidade de amadurecimento ímpar, que te prepara para situações em que outros serão pegos desprevenidos. Não apenas mentalize, verbalize e haja como se essa intempérie fosse um ganho.

MANTENHA O FOCO NO POSITIVO!

O otimista não perde tempo sofrendo por antecedência, é assertivo e pró ativo.

Um exercício prático que você pode começar agora, caso faça sentido para você: Troque pensamentos negativos por positivos assim que eles te ocorram, de inicio numa atitude mecânica, como numa superstição e tão logo isso se tornará um hábito.

Afinal: ” Nós somos aquilo que repetidamente fazemos. Excelência então não é um modo de agir, mas um hábito” Aristóteles.

Haja como uma pessoa positiva e logo se tornará uma.

Assista o vídeo abaixo, ele explica de maneira rápida e objetiva a fundamentação científica do pensamento positivo!

Por hoje é isso, espero ter sido luz!

Já sabem né? Fiquem com Deus e se cuidem!

Bel Ramalho – Comunicóloga / Executive & Life Coach

Share Button