Aquivos por Autor: Giane

Compre de quem faz: Bolos e docinhos

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Nós aqui do Baú vamos fazer uma série de posts para divulgar o trabalho dos nossos amigos que vendem o que produzem.

Fonte: Instagram @consumo.mais.consciente

Comprar do pequeno produtor é um dos ideais da prática do consumo consciente, da qual somos adeptas. Acreditamos que assim ajudamos quem está no mercado informal e faz coisas belíssimas ou deliciosas, exclusivas, personalizadas, com muito de si e do seu amor.

Vamos começar a série com dicas de confeitaria. ♥

A Ana Angélica é proprietária da Angel’s Cakes – Confeitaria Artística. Mora em Guaratinguetá e trabalha com bolos confeitados, bolos em pasta americana, naked cakes e doces variados.
“A Angel’s Cakes surgiu há 2 anos como fruto de um exercício terapêutico para superar a perda da minha filhinha Maria Alice, que nos deixou com 2 meses de idade.
Comecei cozinhar doces para familiares e amigos, como forma de ocupar a mente, passar o tempo, adoçar um pouco os meus dias. Foi quando percebi que me sentia muito bem fazendo aquilo. A vontade de aprender mais foi crescendo e então resolvi começar a estudar e transformar a terapia em trabalho.”
Para conhecer o trabalho acesse https://www.facebook.com/angelscakesccm/ ou entre em contato pelo WhatsApp (12) 981606440.

O Hiago Rosas também mora em Guaratinguetá – SP. Ele sempre foi apaixonado por arte, especialmente na área do desenho, ópera e confeitaria. Começou a trabalhar como artista plástico, voltado especialmente para a área do mangá. Atualmente é confeiteiro e estudante de moda, atuando também como ilustrador e cantor lírico.

“Em 2014, comecei a estudar contínua e incansavelmente sobre a confeitaria artística, e decidi fundir o estilo que usava em meus desenhos nas apresentações de meus bolos decorados e doces finos. O trabalho nessas áreas só me fez ter mais certeza de quanto afeto é necessário para que a qualidade se mantenha estável, juntamente com a sensação de realização.”

Alguns dos seus trabalhos de confeitaria podem ser vistos na página Rosa Café: https://www.facebook.com/rosacafebolos/?ref=ts&fref=ts

Caso queiram descobrir a arte com sabor de açúcar, façam suas encomendas: (12) 99643-5286 (whatsapp) (12) 99218-4038

A Natália Costa mora em Recife. É técnica em edificações, mas há pouco mais de 01 ano resolveu se aventurar no mundo dos doces.

“Em maio de 2016 criei a marca Na Brigadeira e toda identidade. Comecei a vender com o intuito de juntar dinheiro para fazer a festa de casamento. Atualmente, além de 15 sabores de brigadeiros, faço palha italiana também. Todas essas delicias podem ser acompanhadas pelo Instagram @na_brigaderia e qualquer informação ou encomenda através do telefone/Whatsapp (81) 98830.5100.

A I Love Palhas é nova no mercado, tem apenas 3 meses de criação.  Toda sua produção é realizada em Lorena – SP, pela Fah Carolina.

“O interesse por fazer doces veio de “herança” materna. Cresci vendo minha mãe fazer lindos bolos confeitados. A ideia de vir a ter um negócio no ramo alimentício, veio com o tempo, após muito amadurecimento, pesquisas e elaboração de doces que não são tão produzidos e conhecidos por muitos.

Hoje existe a I Love Palhas e o que nos motiva, alegra e emociona cada vez mais é saber que a aceitação está sendo incrível! Pessoas nos procuram para dizer que as palhas são maravilhosas, que são diferentes e isso para nós é muito gratificante.

Me sinto realizada fazendo as palhas, pois ali coloco toda minha atenção para oferecer um
produto de melhor qualidade para meus clientes”

Contatos: (12) 98196 4084 / Email: ilovepalhas@gmail.com / Facebook.com/ilovepalhas / Instagram.com/@ilove_palhas

Compre do pequeno produtor! Com certeza você receberá um produto de primeira, com muito amor envolvido. ♥

No próximo post, teremos outras lindezas produzidas por pessoas queridas.

Bjs,

Giane Carvalho

Share Button

Pelo fim do Feminicídio e da Cultura do Estupro

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje queremos conversar sobre a questão da violência contra a mulher e da cultura do estupro.

Vamos relembrar alguns casos recentes que foram destaque na mídia:

Em maio de 2016, uma adolescente de 16 anos sofreu estupro coletivo em uma comunidade no Rio de Janeiro. Videos e fotos da barbárie foram divulgados na internet e sete homens foram indiciados.

Em outubro de 2016, a adolescente de 16 anos Lucia Perez foi drogada, estuprada e empalada na cidade de Mar del Plata, na Argentina. O caso foi o estopim do protesto chamado “Ni Una Menos”, realizado por mulheres argentinas e que ecoou em outros países.

Diariamente encontramos notícias sobre feminicídio e estupro e os dados são alarmantes.

De acordo com a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, Feminicídios são assassinatos marcados por impossibilidade de defesa da vítima, torturas, mutilações e degradações do corpo e da memória.

No Brasil, a taxa de feminicídios é de 4,8 para 100 mil mulheres – a quinta maior no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em primeiro lugar está El Salvador, seguido por Colômbia, Guatemala e Rússia.

As notícias geralmente são acompanhas de comentários do tipo “só acontece com mulher a toa que fica na rua. Se ficasse quieta dentro de casa, estaria salva”, “É uma vagabunda mesmo, procurou, achou”, e por aí vai.

Só que é no universo doméstico que ocorrem 55,3% dos assassinatos, 50,3% cometidos por familiares, 33,2% dos algozes são o marido, namorado ou ex.

Neste momento que você lê o nosso post, uma mulher está sendo ameaçada, assassinada, estuprada, mutilada. Em menos de 12 minutos, já aconteceu. Confira no vídeo produzido pela equipe R ao Cubo:

 

Não é mimimi de feminista, é uma realidade terrível que precisa ser encarada com coragem e discernimento.

Para acabar com a violência contra a mulher e a cultura do estupro, você pode ajudar, por exemplo:

  • Não fazendo e não rindo de piadinhas sexistas
  • Não endossando o coro que a mulher mereceu. Ninguém, independente da roupa, do corpo, do comportamento, pede para ser agredida e morrer.
  • Aceitando que NÃO é NÃO e que a investida nesse caso é crime.
  • Educando para o respeito à todos os seres humanos
  • Denunciando a Delegacia de Defesa da Mulher e à Central de Atendimento à Mulher pelo telefone 180. O serviço de utilidade pública é gratuito e confidencial. O atendimento é oferecido 24 horas por dia, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados

Participamos da Campanha #seeudissernãoéestupro, realizada pela revista Marie Claire em junho de 2016. Não importa quantas doses você bebeu, com quantos você saiu, o que você estava vestindo – e, principalmente, o que você não estava vestindo. Se disser não, e alguém a forçar, é estupro.

O Blog Baú Hype tem a missão de ser do bem, de propagar coisas boas. Por isso, achamos importante falar sobre este tema a fim de propor a reflexão e, quem sabe, a mudança de atitudes e pensamentos por parte de quem acha um gênero é superior ao outro e quem está no topo pode fazer o que quiser.

Não deve existir distinção. Todos merecem ser tratados de forma respeitosa, educada e pacífica. ♥

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

7 dicas para quem quer passar o Carnaval no sossego

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

E aí, animado para o Carnaval? Vai para a folia, prefere descansar ou não terá folga?

Boa festança p/ quem é de festa e bom trabalho p/ quem não poderá parar.

O post de hoje é p/ quem prefere passar os dias no relax, na calmaria.

Olha as dicas do Guichê Virtual* p/ vc ficar sossegado:

1) Pesquise os destinos antes de viajar

Comprar a passagem para a cidade sem antes saber dos eventos que vão acontecer nela pode ser uma furada. Dependendo da cidade, acontecem diversos blocos de rua e desfiles pela cidade, o que pode atrapalhar os seus planos de fugir do carnaval. Por isso, entre nos sites das prefeituras e fan pages para se informar.

2) O interior esconde maravilhas

Já parou para pesquisar sobre as cidades perto de onde você mora e os atrativos que elas podem ter? Muitas cidadezinhas de interior escondem cachoeiras e trilhas incríveis! E acredite, mais tranquilo que isso, impossível.

3) O ecoturismo é o seu amigo

Chapada Diamantina, Nobres, Foz do Iguaçu, Caldas Novas e Rio Quente são alguns dos destinos que são completamente focados na natureza e ecoturismo. Dificilmente você vai ver um bloco de rua nesses lugares, apenas paz e sossego.

4) Mochilão para a Argentina

Carnaval aqui, sossego no país Hermano. Ir de ônibus até Buenos Aires é um dos desejos de muitos viajantes. E pode ficar mais barato do que você imagina. Aproveite para conhecer o país vizinho, outras culturas e as paisagens que só podem ser vistas da janela de um ônibus.

5) Resorts e Spas

Existem muitos spas e resorts espalhados pelo Brasil. Não precisa ser somente na praia ou na montanha, basta pesquisar!

6) Bloco dos Avós

Se você vive longe da família e dos seus avós que moram naquela cidadezinha pacata, pode ser uma ótima época para visitá-los. Viaje na expectativa de receber aquele abraço gostoso e aquele café da manhã bem servido que só sua família faz.

7) Bloco do Sofá e Netflix

E para completar a lista de opções de dicas para fugir do carnaval, nada melhor que um sofá confortável, um balde de pipoca e muitas séries no Netflix.

Bom descanso!

Bjks,

Giane Carvalho

*O Guichê Virtual é uma plataforma de venda de passagens de ônibus para todo o Brasil.

Share Button

Mitos e verdades sobre as varizes

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje vamos trazer algumas informações sobre Varizes.

Fonte da imagem: www.advancedveinctr.com

Genética, idade e sexo. Esses são os três principais fatores de risco para o desenvolvimento das varizes — veias dilatadas e tortuosas que perderam sua função causando danos estéticos e danos circulatórios. “Enquanto o fator genético é preponderante, o envelhecimento é um agravante; além disso, as mulheres são mais propensas ao desenvolvimento das varizes, por influência hormonal, já que têm as veias mais flácidas que os homens”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein.

Mas existem outros fatores que podem ocasionar ou agravar o problema. Por exemplo, a gravidez, a obesidade e ficar muito tempo em pé ou sentado com as pernas cruzadas ou curvadas. Não existe prevenção absoluta, mas há algumas medidas para retardar o seu aparecimento ou melhorar a circulação sanguínea. Mas será que é necessário abolir o salto alto, cancelar a musculação e não se depilar mais? A cirurgiã vascular explica:

Salto alto provoca varizes?
“Não. Na verdade, não existe consenso em literatura científica que o uso de salto alto a longo prazo possa causar varizes. Mas devemos levar em conta que alguns trabalhos sugerem que existe, sim, um prejuízo no retorno venoso com o uso do salto. Também devemos levar em consideração que seu uso contínuo causa alteração de postura, encurtamento de tendão de Aquiles, e uma série de problemas ortopédicos. Existe um consenso entre os médicos que o mais adequado seria, no caso das usuárias mais assíduas de salto, que tentassem alternar a altura: com mais grossos (que dão mais estabilidade), dar preferência aos saltos de 3-4 cm para uso diário, e é claro, fazer atividade física regular e alongamento para tentar minimizar os efeitos deletérios que o salto pode causar”.

E fazer depilação com cera quente?
Não causa varizes nem vasinhos nas pernas. “As varizes são veias dilatadas na camada subcutânea; os vasinhos ocorrem dentro da camada da pele. Acreditava-se que a depilação por cera quente poderia desencadear o aparecimento pela vasodilatação provocada pelo excesso de calor, mas isso nunca teve corroboração em trabalhos científicos”, explica a cirurgiã.

E musculação?
“Assim como todo exercício que aumente a bomba muscular da panturrilha, a musculação é uma aliada, porque ajuda no retorno venoso.” A angiologista argumenta que os exercícios aeróbicos (nadar, correr, caminhar e pedalar) são os ideais para mexer o corpo e fugir do sedentarismo, o principal vilão para o surgimento das varizes. “No caso de quem pratica halterofilismo existe aumento do calibre das veias e diminuição da camada de gordura, o que torna as veias bem aparentes, porém cabe ressaltar que essas veias são normais, e não varicosas.”

Subir escadas dá varizes?
“Esse é um grande mito. Na verdade, esse é um exercício excelente para o retorno venoso”, explica. “Se fosse assim, proibiríamos aula de STEP nas academias. E é um exercício excelente para treinamento cardiopulmonar e extremamente benéfico para musculatura da perna”, argumenta. Exercícios de impacto como pular cordas também não pioram as varizes.

O problema da gravidez
“Um dos fatores que fazem com que as futuras mamães apresentem o problema nas pernas é hormonal: a progesterona aumenta a dilatação de todas as veias do organismo”, explica. Além disso, o crescimento do feto eleva a pressão nas veias das pernas. Para minimizar o problema, a recomendação é o uso de meias de compressão a partir do segundo mês de gravidez. O ideal é colocar pela manhã e tirar apenas na hora de dormir.

Anticoncepcional piora
O anticoncepcional é um fator agravante, por ser hormonal, explica a Dra. Aline. Além disso, o anticoncepcional aumenta a incidência de tromboflebite (inflamação da veia com formação de coágulo). Por conta do estrogênio, o método contraceptivo oral também aumenta o número de vasinhos.

Cuidado com as varizes!
Dependendo do grau, elas podem até causar úlceras varicosas. “Cada caso requer um tipo de tratamento, que pode ser por meio da escleroterapia (substância química injetada dentro da veia), uso de lasers e radiofrequências, ou procedimentos que combinem as técnicas”, explica. Cirurgias também podem ser indicadas, a depender do caso.

Fonte: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita, formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina. http://www.alinelamaita.com.br/

Share Button

Testei: Máscara Tonalizante da Onix Liss

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje quero contar p/ vc a minha experiência com uma máscara tonalizante p/ cabelo.

Conheci a marca Onix Liss Profissional na Expobeleza em São José dos Campos por indicação da Débora Vasconcelos, do canal e blog Familia DIY. Ela me disse que os produtos eram excelentes, então comprei a Mask Marsala Color.

Como geralmente uso tonalizante dessa cor para dar brilho e disfarçar os branquinhos, comprei a máscara com o intuito de cuidar do cabelo e prolongar o efeito do tonalizante.

A cor é ótima, o cheiro delicioso e a composição inclui óleo de Mirra e extrato de macadâmia que é rico em vitaminas do complexo B e vitamina E, além de proteínas, fósforo, ferro e cálcio.

A máscara cumpre o que promete. O cabelo fica macio, brilhoso e a tonalização dura umas 5 lavagens. A água do enxague sai cor de rosa. =)

A desvantagem é aquela que todo produto colorido oferece: Pinta a mão, o rosto, o corpo, o banheiro, o Universo. Faz uma lambança danada. Tem que aplicar com luvas, proteger a pele e lavar rápido o box porque a tinta gruda sem dó.

Quanto aos branquinhos, a máscara disfarça um pouquinho. P/ cobrir mesmo, só com tinta ou tonalizante, mas isso eu já sabia porque a consultora da marca me avisou.

O resultado é sutil, mas eu gostei! No sol dá p/ ver a nuance vinho.

Fica a dica p/ quem quiser realçar a cor fios com um creme de tratamento. A Ônix Liss também tem máscara vermelha, violeta, preta, platinada e branca.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Palestras e Workshops do Baú Hype

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje quero contar p/ vc sobre um trabalho que fazemos no Vale do Paraíba – SP, onde moramos. São palestras e workshops sobre Projeção Positiva da Imagem e Posicionamento Profissional.

Estudamos bastante sobre esses temas e gostamos de dividir o que aprendemos. Então preparamos um material base que é revisado a cada conversa extra-blog e adaptado ao grupo que estará com a gente.

Já conversamos, por exemplo, com clientes de loja de cosméticos e de lingerie, evento do Dia da Mulher organizado por uma clínica odontológica em Aparecida, adolescentes do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Lorena, evento de moda e beleza promovido pelo Buriti Shopping, alunos da ETEC – Escola Técnica Estadual de Lorena, FATEC de Guaratinguetá e Cruzeiro e Unifatea, em Lorena.

Workshop na Yes Cosmetics Guaratinguetá

Evento no Buriti Shopping Guara

Palestra p/ mulheres na Clinica Santa Clara Odontologia, em Aparecida

Palestra sobre Imagem e Estilo na Fatec Cruzeiro

Tivemos um programete na Inova FM com dicas de Marketing Pessoal e já falamos sobre o assunto em outras emissoras do Vale.

Nossa conversa se ajusta ao tempo disponivel e ao grupo interessado. Então temos workshops que duram de 3 a 4 horas e palestras de 40, 50 minutos. Falamos sobre a importância do cuidado com a imagem pessoal e profissional, como projetá-la de forma positiva e os passos para você se organizar e atingir seus objetivos.

E quanto custa esse nosso trabalho? Nada, é voluntário. Fazemos como uma missão. Já que o Universo nos concede a oportunidade de aprendermos sobre esses temas e exercemos outras atividades remuneradas, optamos por fazer as palestras e workshops de coração. O que a gente solicita, se possível, é auxílio combustível para cidades distantes de Guará e infraestrutura com computador e datashow. Cachê mesmo, não recebemos. =)

Gostou da proposta? Quer levar nossa palestra ou workshop p/ o seu grupo? Acha que podemos ajudar? Então entre em contato pelo mail contato@blogbauhype.com.br ou inbox da page do blog.

Se vc é de alguma cidade do Vale do Paraíba – SP, tem um grupo sério que possa achar nosso conteúdo interessante, fale com a gente.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Uma montanha russa chamada Troca de Melissa

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Quero registrar aqui um fato que aconteceu comigo e que já contei no IG do blog (@blogbauhype).

Tenho um relacionamento aberto com a marca Melissa. Fui Melisseira durante anos e deixei de ser por uma série de fatores, como contei nesse post.  Não sou mais uma grande consumidora mas gosto de ver os lançamentos e compro de vez em quando.

No Natal, ganhei uma Cosmopolitan. Achei maravilhosa! ♥

Sandália linda, moderna, estilosa e confortável. Plástico super molinho, palmilha acolchoada, ajuste com velcro que deixa o modelo mais confortável ainda. Enfim, adorei e passei a usá-la direto. Até que um dia, estava andando com ela em casa, me preparando p/ sair, quando senti que ela soltou do meu pé. Achei que fosse o velcro e quase caí dura quando olhei…

A tira rasgou, gente! Nossa, fiquei arrasada! Na hora postei no IG do Blog e p/ a minha surpresa, várias meninas comentaram que também tiveram problema com esse modelo e com outros, mas que eu poderia tentar trocar na loja ou diretamente com a marca.

Isso me deu um certo alívio. Não sabia que a Melissa dava garantia de 30 dias p/ trocar na loja ou 90 dias p/ enviar p/ a marca.

Optei por levar à loja, mesmo tendo passado um pouquinho dos 30 dias e fui atendida com excelência. Me falaram que iriam enviar p/ a perícia e que depois me dariam retorno. E assim foi. Uns 10 dias depois, me avisaram que a troca estava liberada.

Pensei Uau, Melissa não tá de brincadeira, hein? Aí sim! Resolveram rápido o meu problema e não vou ficar no prejuízo. Gostei!

Fui feliz realizar a troca na loja e… bom, não aconteceu como eu esperava. Não tinham mais a Cosmopolitan que eu tanto amei. Teria que trocar por outro modelo, só que os que estavam disponíveis na minha numeração ou eram mais caros ou mais baratos. Ou seja, teria que pagar a diferença ou perder uma grana. O modelo que custava o mesmo valor, eu não gostei. E a loja não poderia me dar um vale p/ eu trocar em outra ocasião, quando recebesse mais modelos. A troca tinha que ser imediata. Ahhhh, poxa! =(

Acabei pegando a Boemia Platform, que era a que se aproximava mais do preço da Cosmopolitan e que eu simpatizei.

Simpatizei mas não amei como a Cosmopolitan. Fazer o q …

Então a história ficou assim, a marca e a loja foram prestativas, não fiquei no prejuízo total mas também não fiquei 100% satisfeita porque tive que pegar um modelo de menor valor e diferente do que eu tinha gostado mais.

Fica a dica p/ vc que possa vir a ter uma Melissa com defeito. Procure a loja no prazo de 30 dias ou fale diretamente com a marca em 90 dias. Tomara que vc tenha mais sorte do que eu e consiga exatamente o modelo que deseja. =( 

E cuide bem da sua Cosmopolitan. Não use p/ bater perna pq ela é linda, parece resistente por causa da sola tratorada, mas é um papelzinho.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Sobre cabelo e empoderamento

Share Button

Olá Bauzete amiga/o, tudo bem?

Hoje quero contar p/ vc o que aconteceu comigo e com o meu cabelo nos últimos dois anos, o que me levou a deixá-lo cacheado e comprido. Adianto que não foi só por vaidade. Foi um processo de EMPODERAMENTO, palavra que está em alta e que é uma coisa linda quando incrusta na alma da gente. ♥

O que é Empoderamento?

Ok, e o que cabelo tem a ver com isso?

Tem a ver quando vc se conhece e percebe que ter o que cabelo, o corpo, o estilo que vc quer, à sua maneira, que te agrada, sem se preocupar com a moda e com as expectativas dos outros, você fica em paz, se fortalece, ganha autoconfiança e se posiciona melhor na vida. Você passa a se amar, a se respeitar e isso se reflete na sua forma de lidar com os outros e com as situações.

Fonte: Instagram dos nossos amigos da Alastra Comunicação.

Quando comecei a jornada da transição, como contei nesse post, queria me livrar da progressiva que me forçava a fazer escova no calor, a não encarar praia e piscina sossegada, a não um monte de coisas. Depois fui vendo que esse processo estava mexendo com o meu interior e com a minha postura. Entrei em grupos do Facebook e conheci moças maravilhosas, suas histórias e entendi que deixar o cabelo natural ou colorido, liso ou crespo, careca, curto ou comprido, do jeito que VOCÊ gosta, é importante para mostrar ao mundo que você se respeita, respeita o outro, tem segurança do seu potencial e  não sofre, não fica doente para entrar em fôrmas difíceis, às vezes cruéis, para agradar a platéia.

Depois que tirei a progressiva, mantive meu cabelo curto por anos. Adorava!

Até que há dois anos, mais ou menos, resolvi que não iria mais cortar o cabelo no salão. Já sabia cuidar e aprendi a cortar também. Peguei o jeito do bichinho, conquistei autonomia e fui cuidando dia após dia p/ que ele crescesse de forma saudável (sou adepta do low poo e do co-wash e faço botox ou alinhamento dos fios a cada 3 meses, única coisa que ainda me leva ao salão). Esse processo melhorou minha autoestima e me empoderou. Me senti muito melhor, mais forte, produtiva, criativa, equilibrada, etc.

Comprimento atual

Há quem ache bonito assim e há quem ache que eu devo cortar porque porque antes eu tinha uma imagem mais moderna (ou seja, fiquei Jeca com esse cabelão), que eu gasto muita energia cuidando dele e que poderia ser usada em outra coisa mais “produtiva”, que eu virei o meu cabelo.

Se eu passasse por um visagista, provavelmente ele também me falaria p/ cortar essa juba porque ela não combina com a minha idade nem com a minha imagem profissional. Amo visagismo, aliás ainda quero fazer cursos nessa área, mas acho também importante respeitar o momento e a alma da pessoa.

Se o cabelo curto ou comprido faz com que ela tenha vontade de se abraçar, de abraçar o mundo e dar o melhor de si em suas atividades e relações, então que use assim, né?  Se todos pudessem cultivar esse sentimento, imagina que revolução positiva nós teríamos? 😉

Desejo de coração que meu relato possa ser interessante p/ quem está passando pela transição, se autoconhecendo, buscando sua melhor imagem p/ se tornar uma pessoa melhor.

Se você já alcançou esse estágio, parabéns pela conquista! ♥

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Dicas de look para quem está emagrecendo

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje queremos dividir com vc as dicas da consultora de moda e estilo Marci Marciano p/ quem está passando pelo processo do emagrecimento.

Não achamos que todo mundo tem que emagrecer, tem que engordar, tem que ser fitness, etc. Somos a favor da saúde, do empoderamento e da boa autoestima. Se vc se gosta, sente-se bem, feliz, está saudável e autoconfiante com a sua imagem, é o que importa. 😉

Mas existem sim aquelas pessoas que estão querendo ou precisando emagrecer. A fase leva à perda das peças e nem sempre dá p/ comprar roupas novas. Então, como otimizar o que você já tem?

roupas para quem está emagrecendo

  1. Transformar calça normal em calça boyfriend

Um bom recurso é utilizar um cinto e deixar a calça, que antes era usada como modelo mais justo, ser usada na modelagem boyfriend, mais larga e dobrar a barra para deixar o look atualizado.

  1. Usar broche para ajustar blusas

Para as blusas que já estão largas, uma boa alternativa é colocar um broche na parte de trás deixando-a com aspecto acinturado. Outra maneira é usar um alfinete de segurança por dentro da peça.

  1. Abusar de cintos

O uso por cima das blusas só tem a favorecer. Para as pessoas que tem mais volume na parte superior é interessante posicionar o cinto mais próximo do quadril.

Reaproveitando o vestido de Reveillon

Reaproveitando o vestido de Reveillon

 

Para quem tem mais peso visual nos quadris, a recomendação é posicionar o cinto na cintura, sempre evidenciando a parte mais fina do corpo.

cinto cintura marcada vestido

  1. Linhas verticais são boas aliadas

Focar em linhas verticais é uma boa opção. Como no exemplo do vestido branco que ganhou linhas verticais com o cardigan.

Na foto acima, usei também um cardigan e um colar p/ marcar as linhas verticais e alongar a imagem. 😉

  1. Looks monocromáticos

Eles alongam, retraem e transmitem a sensação de elegância.

Girl With Curves look monocromático

Tanesha Awasthi, do blog Girl ith Curves

  1. Lenços

Devem ser usados sempre com as pontas para fora, nunca muito grudados ao pescoço, pois dessa forma tem o efeito contrário. Para parecer mais esbelta e alongada, use sempre aberto e criando linhas verticais, deixando o colo à mostra. Além de acrescentar personalidade ao look, traz informação de moda, criatividade e elegância.

  1. Colares longos

Eles alongam a silhueta e retraem o olhar. São ótimos aliados no verão pois tornam o look leve, trazendo informação de moda e gerando um up em qualquer combinação.

a1d9a47b682f13d6b12864a28c431ff7 26a5bbb93ca750919281883a1355aad5

Espero que tenha gostado e faça bom uso das dicas.

Um beijo,

Giane Carvalho

 

  • Sobre a Marci Marciano : Com canais no Instagram e Youtube e autora do blog Marci Marciano, ela mostra que a moda é para todos e está em todos os lugares. Apresenta posts de filmes e séries falando sobre seus figurinos, de dicas de estilo e uma pitada de lifestyle. Defende a ideia de como otimizar o guarda roupa e o consumo consciente, de uma forma leve e didática mesclando com tendências com moda do dia a dia.
Share Button

Dicas para ser fashion blogger

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje queremos conversar com vc que tem vontade de ser blogger de moda.

A moda faz parte da nossa vida, nos ajuda a imprimir uma personalidade e abre diversas oportunidades para quem gosta do assunto. O faturamento das vendas online no segmento foi de R$ 5 bilhões no Brasil no último ano, segundo dados do Google, valor que justifica a categoria estar no top dos segmentos mais vendidos no e-commerce, de acordo com o último relatório divulgado pelo e-Bit.

Um fator que vem sendo positivo para impulsionar o mercado são os blogs e fóruns na internet. Segundo levantamento realizado pela Zanox, maior rede europeia de afiliação, 49% dos usuários buscam informações nessas mídias antes de efetuar uma compra, enquanto apenas 36% vão direto para o site oficial da marca.

O papel do blogger é, portanto, muito importante neste segmento e aí está uma ótima oportunidade de carreira. Se você pretende desenvolver suas contas nas redes sociais ou o seu blog com foco no mundo da moda e se tornar um(a) influenciador(a) capaz de chamar a atenção das marcas, com as dicas da Zanox ficará mais fácil.

1. Defina seu estilo

Os fashionistas do Instagram oferecem uma ótima fonte de inspiração para seus próprios negócios, e pode ser tentador seguir o exemplo do estilo da sua blogueira favorita. Porém, a cópia não vai te levar ao sucesso. Encontre seu próprio estilo e imprima nele a sua personalidade. Se, de repente, você não tiver interesse em moda do dia a dia, pode investir em algo mais singular, como moda dos anos 50 ou gótica, por exemplo.

2. Seja positivo

Como blogger fashion, você está retratando um estilo de vida. Você passa a ser uma referência e fonte de inspiração, por isso é muito importante adotar uma atitude positiva ao interagir com os seu público. Isso não significa que tópicos sérios sejam evitados, mas abordar esses temas com confiança e firmeza fará com que o seu canal seja mais atrativo.

3. Defina objetivos

Para celebrar o sucesso, é importante saber que você está trabalhando com um objetivo. Defina metas, alcançá-las o deixará orgulhoso de si mesmo. Além de satisfação pessoal, definir seus próprios objetivos o ajudará a manter-se focado. Principalmente quando se inicia um blog, existem muitas oportunidades a serem aproveitadas. Seguir um plano que te ajuda a se organizar pode ser o caminho do sucesso.

4. Ouça seus leitores

Se você já tem uma comunidade engajada nos seus canais, parabéns, você está no caminho certo! Lembre-se que seus leitores são a conquista mais importante. Eles dão vida ao seus posts ao comentar e compartilhar opiniões. Eles curtem, compartilham e interagem com seus canais assim como têm um importante papel em trazer anunciantes, com os quais você pode formar uma parceria no futuro. Leve sua audiência a sério. Ouça com atenção, responda e mostre sua apreciação por eles, além do respeito por seus feedbacks.

5. Use hashtags relacionadas à moda

Instagram é uma ótima rede para se descobrir bons conteúdos. Assim como as palavras-chave do Google, as hashtags são ferramentas perfeitas para encontrar imagens novas e interessantes. Desse modo, para ajudar os usuários a encontrar seus posts, não esqueça de adicionar hashtags relevantes. Tente algumas mais gerais de moda, e adicione algumas mais específicas que descrevem seu estilo ou imagem, para que elas sejam encontradas por quem está procurando este estilo. Existem muitas ferramentas, sites e aplicativos que te auxiliam a encontrar hashtags. Adicionalmente, existem hashtags trending que você pode descobrir nas fotos dos seus Instagrammers preferidos.

Uma das receitas para o sucesso é fazer o que você gosta e se divertir. Tentar ser alguém que você não é não vai segurar essa paixão a longo prazo. Encontre seu estilo e trabalhe com marcas que você gosta, isso vai passar autenticidade e gerar engajamento do seu público.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button