Aquivos por Autor: Giane

Cuidados diários com os cílios

Share Button

Olá amigue bauzete, tudo bem?

Um dos nossos posts mais acessados é o sobre a micropigmentação de sobrancelhas. Muitas pessoas estão interessadas em tornar a área dos olhos mais expressiva, eu inclusive rsrs

Mas vamos pensar o seguinte: Só um bom design de sobrancelhas resolve? E se os cílios estiverem com problemas, coitados? Tem que ser o conjunto, não é mesmo?

Assim como os cabelos, a sobrancelha e qualquer área do corpo, os cílios requerem cuidados.

Quando os cílios começam a ter caspa ou a cair demais, devemos nos preocupar. “A forma com que cuidamos dos nossos cílios influencia na sua qualidade, tamanho e espessura”, afirma a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Cílios com caspa —  “Pessoas com pele oleosa e olhos muito secos, por causa da baixa umidade do ar na época do frio, apresentam coceira, vermelhidão e formação de pequenas crostinhas ou descamação, uma alteração comum que piora com água quente e exposição ao vento”, explica a dermatologista. E completa: “Além disso, existe o uso excessivo de cosméticos como cremes com substâncias irritativas ou conservantes e maquiagens que por vezes são o meio de contaminação e propagação bacteriana ou fúngica”.

Para evitar esse quadro, o hábito diário de higiene das pálpebras é um dos principais cuidados que devem ser tomados. “Usar loções de limpeza dermatologicamente e oftalmologicamente testados ou sabonetes líquidos infantis e aplicar cremes de hidratação em base aquosa diariamente”, ensina. E caso já venha apresentando esse quadro, a médica orienta a procura pelo dermatologista.

Esse quadro pode também ser caracterizado por uma patologia chamada Blefarite (inflamação das glândulas na borda anterior das pálpebras), que provoca descamação na pele junto à região de união ciliar, podendo ser de origem seborreica, bacteriana ou alérgica. “Deve ser tratada no início para que não haja evolução do quadro, podendo atingir a porção interna da pálpebra e acometer o globo ocular e a córnea”, afirma.

Cílios caindo demais — Outro problema pode ser a queda de cílios. Mas não se desespere: isso faz parte do processo de renovação das hastes dos fios ciliares e ocorre naturalmente a cada quatro meses, segundo a dermatologista.  “Porém, quando há um quadro de queda importante (falhas ou a falta de cílios), o qual chamamos de madarose ou alopecia ciliar, há uma indicação de possíveis problemas orgânicos como: blefarites, alergia a maquiagens, carência nutricional e outras doenças como as autoimunes.”

Mas segundo a dermatologista, a maior causa de queda ciliar ocorre pelo abuso de maquiagem como rímel a prova d’água, uso excessivo de delineador ou marcas com pigmentos sintéticos e conservantes que provocam sensibilidade e alergia local. “Além disso, as maquiagens têm validade de uso, sendo que as máscaras, após abertas, não duram mais do que seis meses e devem ser removidas diariamente sem que fiquem em contato com a região durante a noite toda”, completa.

Dra. Claudia afirma ainda que os cílios podem cair por motivos nutricionais, por carência ou excesso de substâncias. “Deficiência do complexo B, Vitamina E, Zinco, Selênio, falta de Vitamina D, Ferro, Ácido Fólico e proteínas, além da Biotina e da Piridoxina. Já o excesso de vitamina A também pode causar queda assim como a falta de cílios.”

Máscara ciliar: remoção — A Dra. Cláudia Marçal também explica que as máscaras ciliares devem ser passadas e retiradas corretamente. “Ao aplicar e/ou remover não deve haver tração exagerada ou o hábito de esfregar com movimentos de vai e vem. A retirada deve ser feita por loções sem álcool ou água demaquilante micelar e algodão macio em movimentos circulares e repetido por duas a três vezes delicadamente, quando a maquiagem ciliar (Rímel e Delineador) não é a prova d’Água”.

Hidratação tópica e nutricional — Outra preocupação é com relação à hidratação. “Para a saúde dos cílios, é essencial hidratá-los e nutrí-los, não permitindo assim que as hastes mais finas e secas sofram fraturas ou fiquem mais finas com tendência à queda ou rarefação. Portanto, quando utilizar o creme da área dos olhos, sempre específico para a região, aplique o produto indicado rente aos cílios ou ainda utilize com cotonete duas a três vezes por semana um óleo como o de ricino derivado da mamona ou um creme a base de pró-vitamina B5”, orienta.

Curvex — O uso do Curvex requer delicadeza e calma para manuseá-lo. “A manutenção deve ser observada, como sua higiene e a famosa ‘borrachinha’, que deve ser trocada semestralmente — e de preferencia ser de silicone.

É essencial que os fios estejam secos e limpos e o Curvex deve ser aplicado antes da máscara ciliar para que não haja quebra dos fios. “A maioria das máscaras, quando aplicada em várias camadas, deixa os fios ciliares mais duros e pouco flexíveis, o que pode provocar um trauma físico irreparável que leva a quebra no local da pressão.” Segundo a dermatologista, o curvex térmico também demanda esses cuidados, de forma redobrada, para que o tempo de exposição não seja demasiado e não se queime a pele da pálpebra. “A sua indicação é recomendada para quem possui cílios curtos ou cílios longos muito retificados.”

Produtos para crescer cílios e produtos para tingí-los — A dermatologista afirma que os produtos são seguros desde que sejam aprovados pela ANVISA. “Podem ser fórmulas manipuladas por um dermatologista ou comprado na farmácia. Esses produtos prolongam a fase de crescimento dos fios já existentes deixando-os também mais espessos e pigmentados.” Mesmo com os cuidados de aplicação, deve ser contraindicado para pacientes com olhos claros por ter uma tendência natural ao escurecimento da íris. “Aconselhamos que seja prescrito sempre pelo médico e realizado acompanhamento, pois há sempre a possibilidade de reação alérgica.” Normalmente nota-se a diferença após dois meses de uso diário, sem interrupção.

Sobre tingir os cílios, a médica pondera que é seguro desde que se utilize produtos de marcas conhecidas e de qualidade e específicas para cílios. “O procedimento deve ser realizado por um designer de sobrancelhas ou visagista ou fisioterapeuta dermatofuncional que tenha experiência na aplicação do ativo. Jamais faça esse procedimento em casa em sistema de autoaplicação, pois pode causar alergia.” Após a aplicação, é necessário o uso de pomadas dermatologicamente e oftalmologicamente testadas, ricas em vitaminas B5 e E, glicerina e óleos naturais como o de oliva, amêndoas ou coco, para que não haja ressecamento.

Bjks,

Giane Carvalho

Fonte: Dra. Claudia Marçal
Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

Share Button

Melhores de 2016 para Low e No Poo

Share Button

Olá Bauzete amigue que curte as técnicas de low e no poo, tudo bem?

Desde 2015 postamos aqui o resultado de uma pesquisa realizada pelo grupo No / Low Poo do Facebook para escolher os melhores produtos do ano. (confira os melhores de 2014 e de 2015 aqui.)

E agora vamos apresentar para você os favoritos de 2016! ♥

Xampus são usados na técnica LOW POO. Os liberados possuem sulfatos leves, que tendem a ressecar menos os fios e promover uma limpeza suave.
Quem faz NO POO utiliza do CO WASH para higienizar os fios, preferencialmente.

*Os cremes de pentear Crespo divino e Crespíssimo poderoso são LOW POO.
*O creme de pentear Cachos dos Sonhos e os da marca Monange são NO POO.

A maioria dos géis disponível no mercado é NO POO. Mas sempre confira a composição.
Atenção ao comprar o Relaxante Natural da Capicilin, pois há uma versão em embalagem parecida na cor roxa que é proibido.

Os ÓLEOS VEGETAIS têm várias funções e benefícios. Podem ser usados como reparadores de pontas, em batismos caseiros e umectação. *Todo óleo vegetal puro e 100% natural é liberado para ambas as técnicas.
O óleo de rícino listado na foto foi escolhido aleatoriamente. Existem outras marcas no mercado que também são puras. Ele é conhecido como laxante, vendido em farmácias. Dê preferência para os que não tenham sabor nem cheiro artificial.

Os produtos Pinga da Lola e Finalizador Cachos Perfeitos da Bio Extratus tem a informação na embalagem de proteção solar.
O Yamasterol possui esta informação no verso da embalagem, onde indica seu uso “nos banhos de mar ou piscina”.

Termoprotetores são produtos que devem ser usados antes de escova/prancha para proteger os fios da ação do calor excessivo.
O uso de escova/prancha em excesso e por longo período podem danificar os fios, mesmo usando produtos termoprotetores.

1º lugar: Óleo de argan e Pracaxi, Lola – NO E LOW POO
2º lugar: Renova Cachos, salon line – LOW POO
3º lugar: Spray Queravit, bio extratus – LOW POO

Tônicos são usados preferencialmente na raiz e couro cabeludo. “Cada tônico capilar tem a sua função específica e você deve procurar aquele adequado para seu caso. Entre as muitas finalidades, tem aqueles que tratam caspa e seborreia; aqueles que ajudam a estimular o crescimento, a fortalecer os fios, a nutrir os cabelos e a prevenir a proliferação de fungos. Também podem ajudar na queda de cabelo (dependendo da causa).”

HIDRATAÇÃO é o processo de hidratar os cabelos, repor água e umidade, conferindo maciez, maleabilidade e suavidade aos fios.

RECONSTRUÇÃO é feita para repor massa e queratina aos fios. Tem como função fortalecer e devolver massa, queratina e aminácidos aos cabelos danificados, quebradiços e ressecados, após processos químicos ou não.

As máscaras Argan Oil e Dream Cream, ambas da Lola, são NO POO.
A RMC da Amend, 3º colocado, é apenas LOW POO.

NUTRIÇÃO é o tratamento para repor lipídios , ou seja, gordura e oleosidade natural dos fios. A N confere brilho e vitalidade, sela os fios ajudando a manter os tratamentos, combate pontas duplas e ressecadas.


Tinturas:

29asting Loreal: NO POO (o creme que vem dentro é LOW POO)
Color Touch Wella: não contém petrolatos. Contém sulfato.
Maxton Embeleze: LOW POO. (Maxton versão free é NO POO)

Siga as instruções do fabricante ao aplicar tinturas e tonalizantes em casa. Faça o teste do toque. Recomendamos também fazer um tratamento fortalecedor dias antes da tintura e após o procedimento.

Agradecemos às moderadoras do grupo No / Low poo pela pesquisa.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Dossiê das olheiras: como se formam, tratamentos e máscaras caseiras

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Vamos falar sério, se tem uma coisa que incomoda é olheira, né? Claro que nem todo mundo liga p/ isso mas p/ quem liga, é desgastante tentar disfarçá-la. =(

“Muitas vezes já é perceptível na infância como as de caráter genético; essas são presentes em algumas etnias como árabes, turcos, povos andinos e indianos, pois estas pessoas têm maior depósito natural de pigmento nesta região”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “Já as olheiras mais violáceas ou mesmo as mistas com tons acastanhados e arroxeados podem surgir por noites mal dormidas, por excesso de bebida alcoólica, tabagismo, na TPM, por abuso da exposição solar, medicamentos fotossensibilizantes e até por processos inflamatórios como rinite e sinusite crônica”, diferencia a médica.

Segundo a dermatologista, nos casos não-genéticos, ocorre um processo inflamatório local que produz derrame de pigmento de melanina e hemossiderina que se depositam na pele e a escurece de forma heterogênea, num processo progressivo e crônico trazendo um ar de cansaço. “Com relação às olheiras genéticas ou hereditárias, elas precisam de controle a vida toda, pois este depósito aumentado de pigmento na região ocular não desaparecerá espontaneamente”.

Outra forma de surgimento da pigmentação, de acordo com a médica, é o envelhecimento da pele da região que se torna cada dia mais fina, por vezes com perda de colágeno e sustentação tecidual, que leva ao encovamento da área orbital, deixando a pele mais sombreada e aderida às estruturas profundas com a visualização dos vasos e capilares. “As olheiras também pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, assim como o álcool, torna a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente.”

Tratamentos — O tratamento pode e deve ser realizado, de acordo com a especialista, com o uso de hidratantes específicos para a área dos olhos diariamente.

Além disto, destaca a médica, é importante conscientizar o paciente que as olheiras não trazem alteração patológica à pele e que é preciso adquirir bons hábitos de vida e alimentação saudável na manutenção e prevenção desta hiperpigmentação indesejada.

Alternativa rápida — Quando se deseja um resultado rápido e momentâneo, a médica diz que a melhor opção é aplicar compressas de chá de camomila gelado por dez minutos e cabeceira elevada. “Isso promove vasoconstrição, diminuição do inchaço e ação anti-inflamatória pelo camazuleno e alfa bisabolol presentes na camomila.”

Soluções caseiras — As máscaras também podem ajudar a amenizar o problema, com bons resultados com uso prolongado, trazendo mais firmeza, viço e despigmentação à área.

Confira as receitas:

  • Máscara de batata, mel e azeite de oliva – como fonte de vitamina A, betacaroteno e antioxidantes, a batata é uma fonte de alimentação para as necessidades da pele. O azeite de oliva é muito conhecido para os cabelos, mas também pode ajudar a melhorar as olheiras, as rugas finas, hidratação e retirada de impurezas. Ingredientes: 1 batata media, 1 colher de mel, Azeite extra virgem. Como fazer: Descasque a batata e rale. Misture com o mel e acrescente o azeite até que tenha a consistência de uma pasta. Aplique abaixo dos olhos e deixe agir por meia hora. Em seguida, lave com água morna. Ela pode ser aplicada duas vezes por semana, para clarear, desinchar, alimentar e hidratar a região.
  • Pepino – Esta é a mais popular das máscaras para a região dos olhos e um efeito calmante imediato. A temperatura fria pode contrair os vasos sangüíneos, de modo que o inchaço é temporariamente reduzido, mas sem efeito direto nas áreas escuras.
  • Abacate e óleo de amêndoa – Muito fácil de fazer, esta máscara é excelente para o rejuvenescimento da região e melhora da área escura. O óleo de amêndoa é um hidratante natural e também ajuda na redução de linhas de expressão e inchaço se aplicado regularmente. Ingredientes: 1 colher de abacate amassado, 4-5 gotas de óleo de amêndoa e algodão. Misture muito bem o abacate com o óleo e mergulhe o algodão na mistura e aplique na região dos olhos e deixe agir por 15 a 20 minutos. Então lave bem a área e seque suavemente. Esta máscara pode ser aplicada duas vezes ao dia para tratar a área escura, bem como o inchaço.

Sugestões de produtos — “Hoje em dia, encontramos muitos cremes com aplicadores acoplados na ponta na forma de esferas e como pequenas espátulas siliconadas que massageiam a região hidratando e depositando muitas vezes cor e difusores óticos para iluminar, bem como patches que concentram os ativos na região necessária. A aplicação de cremes com filtro solar na área é muito importante para evitar o escurecimento ou a repigmentação por sol, calor ou luz visível”, explica.

Fonte: Dra. Claudia Marçal – Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Fantasia Inspirada em Daenerys Targaryen

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

E o carnaval, curtindo muito ou aproveitando p/ relaxar?

Bom, eu que não sou nada carnavalesca, esse ano fiquei animada para participar de um bailinho de carnaval que teve no trabalho. Fiquei sabendo em cima da hora, apenas três dias antes, então tive que correr.

Não gosto de carnaval mas gosto de fantasia. E comigo não tem essa de só colocar um acessório, como óculos, tiara ou chapéu e ir. Gosto de fantasia com tudo o que tem direito, acessórios mil, peruca, máscara, maquiagem, etc.

Queria uma que não fosse convencional, que tivesse a ver com televisão e que eu não precisasse gastar.

Me lembrei da Daenerys Targaryen , a Mãe de Dragões de Game Of Thrones. Adoro a personagem por ser uma mulher forte, poderosa e também pelos dragões, que eu gosto e coleciono antes das matryoshkas.

Fonte da ilustração: http://www.gloriapm.com/portfolio/daenerys-drogon/

Comecei então a saga para montar em 3 dias uma fantasia inspirada nessa foto, com o que eu tinha em casa ou comprando o mínimo possível:

Como não moro em São Paulo, ou seja, não tenho uma 25 de março p/ me ajudar, tive que me virar com o que estava disponível nas lojinhas daqui.

Não achei peruca loira platinada, só branca, que deve ser da Elsa ou da Tempestade ahaha mas tudo bem, quebrou o galho. Fiz umas trancinhas para aproximar da Daenerys.

Na mesma loja que comprei a peruca, achei um colar com um dente que lembrava o da foto original.

Fiz uma mani com esmalte preto + cobertura flocada da La Femme + base fosca que eu achei que lembrava couro de dragão e coloquei um anel de dragão que eu tenho faz tempo, presente de uma amiga.

Catei um vestido azul da Mercatto que estava no guarda-roupas, preguei uns aviamentos dourados e na falta de um Drogon ou outro dragão medieval, costurei no vestido um dragãozinho chinês que tenho também há muitos anos, feito artesanalmente. Ficou parecendo o Mushu da Mulan, mas dragão é dragão, né? Tá valendo.

Vi que a maquiagem é neutra, então usei sobra coral e marrom. O batom é o Colan Marsalla da Dailus.

Nos pés, usei uma rasteirinha metalizada para combinar com os acessórios dourados.

O look pronto ficou assim:

Foto clássica no espelho do WC porque não rolou outra profissional bem blogueirinha, sorry.

Me diverti idealizado essa fantasia e fiquei feliz com o resultado, mesmo não sendo o Cosplay de Daenerys que você mais respeita rsrs Quando a gente quer, a gente dá um jeito, não é mesmo? E assim aconteceu comigo nesse carnaval. =)

Fica a dica para quem quiser um dia usar um look inspirado na Daenerys Targaryen, Mãe de Dragões, Khaleesi dos Dothraki, Quebradora de Correntes,  Filha da Tormenta, a Não Queimada, Rainha de Mereen, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Senhora dos Sete Reinos, a Primeira de Seu Nome. ♥

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Compre de quem faz – Beleza das Unhas

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Vamos para o último post da série Compre de quem faz, na qual indicamos o trabalho dos nossos amigos e amigas que são pequenos produtores e fazem coisas belíssimas. ♥

Fonte: Instagram @consumo.mais.consciente

O post de hoje é especial para quem gosta de cuidar da beleza das unhas e capricha na esmaltação.

Queremos te apresentar o trabalho da Patty Lopes que faz esmaltes.

Ela vendia cosméticos importados para as amigas que queriam algo diferente, e nessa de fazer pedido aqui e ali, recebeu listas de esmaltes importados para trazer também.

“Durante as pesquisas com as compras de produtos acabei me aventurando a fazer os esmaltes indies , e gostei tanto que parei de trazer cosméticos e inclusive esmaltes importados, passando a comprar matéria prima para fazer meu próprio esmalte.

Com o nome Patty Lopes venho fazendo esses lindos há mais de 5 anos. Adoro muito pesquisar as novidades e tendências, e então criar minhas coleções, fazer alguns exclusivos, até  me desafiar a fazer esmaltes ‘dupes’ por encomenda.

Quantos lindos vemos lá fora e ficamos com aquela vontade louca de ter um para chamar de nosso, mas muitas vezes ou o esmalte é edição limitada ou raridade, não tenha quem traga e até com valor exorbitante?  Então se a cliente me pede algo do tipo e eu tenho condições de fazer o mais próximo daquele tão desejado esmalte, faço com muito carinho.

Até inicio de 2016 ainda trabalhava com esmaltes na versão normal, e hoje já são praticamente todos 3Free.

Hoje tenho o instagram, facebook e a lojinha para divulgar meu trabalho, além de algumas parcerias móveis.”

Acesse a page da Patty Lopes para conferir todo o trabalho dela e entrar em contato: https://www.facebook.com/indiebypattylopes

A Maíra Malhone tem 26 anos e mora em São José dos Campos / SP. Ela trabalha com adesivos para unhas há aproximadamente 5 anos.

“Sempre fui apaixonada por tudo relacionado a beleza/estética … principalmente unhas! Comecei a buscar conhecimentos e informações sobre a fabricação de adesivos depois de tanto procurar por  um produto que realmente atendesse ao que eu procurava: beleza, durabilidade e qualidade. Dai nasceu a minha marca:  Maíra Malhone – Adesivos para Unhas.

Contamos com um portifólio com mais de 2.000  modelos e trabalhamos com os produtos
a pronta entrega a fim de facilitar e agilizar para os clientes. Trabalhamos também com
diferenciados atendimentos (Presencial, Online, Visita). Enviamos para todo o Brasil, estando disponivel ainda a opção de pagamento parcelado.”

Na page da Maíra você pode ver as estampas e entrar em contato para encomendar películas: https://www.facebook.com/mairamalhoneadesivosparaunhas/

Espero que você tenha gostado de conhecer o trabalho dos nossos amigos que são pequenos produtores.

Quando você compra de um pequeno produtor, ajuda a pessoas e famílias que vivem disso.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Compre de quem faz: Roupas

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje vamos dar sequencia à série Compre de quem faz, na qual divulgamos nossos amigos e amigas que são pequenos produtores e fazem peças maravilhosas.

Fonte: Instagram @consumo.mais.consciente

A Mayara Elisa mora em Cruzeiro-SP, é Publicitária e fundadora da Mayer. A ideia surgiu na época do seu trabalho de Conclusão de Curso. Ela decidiu criar sua marca por causa da sua paixão por moda e assim nasceu a marca de roupas femininas MAYER. 

“Eu sempre desenhei roupas, mas devido à distância não pude ingressar à Faculdade de Moda. Isso não me impediu de estudar moda por meio de cursos na internet, workshops, palestras e livros, muitos livros.”

Depois que a Mayara apresentou seu TCC, a marca ficou parada mas voltou no final de 2016. Ela está em processo de confecção da nova coleção, que será lançada em Abril desse ano. As peças serão únicas, exclusivas e vendidas no www.mayerfashion.com.br

Acompanhe o trabalho da Mayer no Facebook  https://www.facebook.com/mayer.fashion/ e no IG @mayer.fashion

A Josiane Beleski mora em Ponta Grossa – Paraná e tem a 11 anos da marca Josi Belle Retrô, que no começo se chamava Josi Belle Vintage.

“Iniciei em 2006 durante o curso de Estilismo e Produção de Moda, produzindo apenas bolsas e acessórios em tecido com estampas exclusivas e diferenciadas e em 2013 comecei a produzir roupas (vestidos, saias e tops com estilo retrô). O diferencial da marca são as estampas divertidas! As peças são exclusivamente produzidas em tecido de algodão.”

Para conhecer melhor o trabalho da Josi e encomendar suas peças, visite a page  https://www.facebook.com/josibellemodaretro/?fref=ts e o IG @josibelleretro

A Ana Gabriela tem 27 anos e mora em São José dos Campos – SP. Ela produz saias godes para quem gosta de looks românticos, elegantes e com perfume retrô.

“Faz 1 ano que trabalho com isso. Comecei pela necessidade de fazer roupas para mim pois tinha muito dificuldade de encontrar roupas modestas como vestidos e saias na altura ou abaixo do joelho, Depois de um tempo fazendo para mim.. resolvi abir o leque e ampliar a produção. Hoje faço sob medida para muitas mulheres que gostam deste estilo. Atualmente estou me especializando em vestidos e pretendo abrir uma loja online e espalhar bellas godes por todo brasil!

Viste o IG @bellagode e a page Bella Godê https://www.facebook.com/bellagode. O telefone é 12 98112 0591

A marca Lucy Jones nasceu em 2007 em Porto Alegre – RS. Ela faz uma releitura de modelos clássicos das décadas de 50 e 60 com estampas alegres, divertidas e inusitadas. Nada é terceirizado:  modelagem, confecção e embalagem é de produção própria. São vestidos e saias feitos com excelência na modelagem, costura e acabamento.

“Do atendimento personalizado até o recebimento do pedido, proporcionamos aos clientes uma experiência única e feliz. O retorno desta experiência são as fotos dos looks, mensagens carinhosas e a fidelidade.”

A Lucy Jones tem mais um detalhe que a gente adora: Usa na postagem dos pedidos caixas descartadas pelos lojistas locais. Sobras, refugos e retalhos de tecidos são repassados para escolas e artesãs. O que não tem condições de ser reaproveitado, é queimado. Ou seja, a marca não produz lixo algum.

Visite a Loja Virtual www.lucyjones.com.br, a page https://www.facebook.com/lucyjonesvestidos/ e o IG @lucyjoneslooks para você conferir todas as lindezas da marca. ♥

Vestido em poá que produzimos em diversas cores lisas, estampas florais e divertidas e é o xodó das noivas!

Saia gode preta: peça clássica, must have!

Saia gode com estampa “cena de cinema”. Foi lançada em 2015 e as meninas amaram tanto que de lá pra cá oferecemos em vários modelos: saia gode, saia lápis, vestido gode e vestidos tubinho.

No próximo post da série, vamos apresentar p/ vocês o trabalho das amigas na área da beleza das unhas. 😉

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Compre de quem faz: Artesanato

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Vamos para mais um post da série Compre de quem faz, para divulgar nossos amigos e amigas que são pequenos produtores e confeccionam peças belíssimas, com muito capricho e criatividade.

Fonte: Instagram @consumo.mais.consciente

A Mariana Motta mora em Guaratinguetá e faz costura criativa em seu Atelie Chubby Chubby. Ela costura de tudo um pouco, sempre procurando personalizar seus produtos.

“Faz mais de 10 anos que estou no ramo do artesanato. Comecei fazendo bijuterias, parei e fiquei encantada com o mundo e as possibilidades do feltro. Sem querer, caí no mundo dos bebês!”

Os contatos e redes sociais da Mari são: marianammotta@gmail.com, WhatsApp 12 997381831, Page www.facebook.com/ateliechubbychubby e IG @ateliechubbychubby

A D’Amora Produtos Artesanais é a marca da nossa amiga Fernanda Silva. Ela nasceu em Taubaté/SP, formou-se em Ciências Contábeis e Artes Visuais. Trabalhou como maquiadora profissional, contadora de estórias, mestre de cerimônias, produtora de eventos, e sempre teve vontade de aprender a costurar. Até que em 2013 ela teve a chance de fazer um curso de corte e costura, e de lá pra cá a paixão pelos tecidos só aumentou.

“Comecei fazendo peças de roupas e aos poucos fui para o artesanato, área que me encanta a cada dia. Em 2014, morando em Guaratinguetá/SP criei minha marca D’Amora Produtos Artesanais por Fernanda Silva, e desde então trabalho com artesanato, e muitas das peças que faço são de autoria própria, como os produtos da Coleção “Fridoca” em homenagem a grande artista plástica Frida Kahlo, e a Coleção Religiosidade.”

A D’Amora tem uma grande diversidade de produtos como Almofadinhas Decorativas, Penduricalhos, Porta Óculos, Porta Documentos, Máscaras de Dormir, Divinos, e muito mais. Atualmente, foi lançada a linha D’Amora Baby & Kids, que são produtos voltados para bebês e crianças, como sapatinhos, babadores e naninhas.

O atendimento aos clientes é feitos através do Facebook https://www.facebook.com/damorafe/?fref=ts , Instagram @damorafe, e pessoalmente na Feira de Artesanato da Praça Conselheiro Rodrigues Alves em Guaratinguetá/SP, aos sábados.

A Andreza Muniz mora em Lorena-SP e é a proprietária da marca Asasbelas que surgiu em 2012 com costuras criativas p/ quem gosta do diferente. No começo, tinha uma variedade de produtos desde bolsa até itens para cozinha. Atualmente está focada somente em bolsas e acessórios.

“A essência da marca hoje é oferecer acessórios femininos exclusivos com atenção a detalhes delicados para mulheres fortes, cosmopolitas que ainda prezam pela feminilidade sem deixar deixar de lado o estilo próprio. Penso que elas devem investir o seu dinheiro em algo exclusivo e não em algo que se encontra em qualquer esquina.”

Você pode encontrar os produtos na loja virtual , instagram @asasbelas e Facebook www.faceboook.com/asasbelas.

A Camila Shiraiva mora em Guarulhos -SP. Tem formação em arquitetura e urbanismo, mas se considera arquiteta, artesã, artista e arteira. Gosta de cultura pop, bichinhos, ficção e manifestações populares como Carnaval, Festa Junina e festivais de música.

“Sempre pratiquei as artes manuais, por ter crescido rodeada de pais, tios e avós que “construíram” desde a casa onde moravam até suas próprias roupas. Por isso, desenho, pinto, bordo, faço crochet, origami, cadernos artesanais e pulseira de miçanga também! A única técnica que precisei de umas aulas foi a costura.
Em 2013, o artesanato se tornou minha fonte de renda alternativa. Trabalhei com origami em tecido e comecei a criar minhas próprias peças em tecido. Hoje trabalho com duas frentes principais. Em um trabalho solo, confeccionando bolsas e acessórios para bicicletas e ciclistas e, em parceria com duas amigas, com produtos infantis e aí o céu é o limite. Já montamos uma festa completa, decoração, lembrancinhas e comidinhas, entre outros.

Para conhecer o trabalho da Camila e das Crafteiras, dá para seguir no instagram em @_purpura_ e @crafteirass e acompanhar também as páginas do facebook: https://www.facebook.com/ikawaiicraft/ e https://www.facebook.com/ascrafteiras/

Bolsa transversal com alças para prender na bicicleta

Decoração de aniversário criada pelas Crafteiras

Decoração para chá de bebê com origami em tecido

Livro sensorial para bebês

A Ana Paula mora em Cruzeiro-SP e trabalha desde 2013 com artesanato em feltro, mdf e também cartonagem. Seu principal foco na Arteirices Handmade é o desenvolvimento de peças para quartos de bebê.

“Aproximei-me do artesanato por uma imensa frustração na minha vida profissional. Eu era repórter de TV e estava desiludida com a empresa em que trabalhava e também com o jornalismo. Por esse motivo resolvi que precisava fazer alguma coisa que me trouxesse satisfação, usando as minhas mãos para a transformação da matéria prima em algo belo. Acabou sendo a minha tábua de salvação. Minha mãe estava com câncer e começamos juntas um curso. Dois meses depois eu fui mandada embora e o tratamento dela mudou no dia seguinte. Das quimioterapias mensais ela passou pras semanais. Acabei optando por dar um tempo na carreira e cuidar dela. Foi aí que o artesanato se tornou uma parte bem importante da minha vida. Depois da morte dela acabei me afastando um pouco. Tive um bebê recentemente, o que me fez retomar o desejo por trabalhos manuais para poder fazer a decoração do quartinho dele. Mas na verdade é o que eu amo fazer.”

Para conhecer o trabalho da Ana Paula, visite a page https://www.facebook.com/arteiriceshandmade/, o IG @arteirices_handmade ou entre em contato pelo WhatsApp (12) 98119-6834

A Amanda Motta mora em Guaratinguetá e é proprietária da marca Amandita Ateliê. Ela é bióloga e mãe da Laura e do Rafael. Trabalha com papelaria artesanal e cartonagem, ou seja, faz agendas, planners, cadernos personalizados, porta documentos, capa para caderneta de vacinação, etc.
“Desde pequena adoro tudo o que envolve trabalho manual e artesanal. Comecei com biscuit e no começo fazia noivinhos topo de bolo, mas foi na minha paixão por papelaria que encontrei o meu caminho.”
Para entrar em contato e conhecer o trabalho da Amanda, visite a fanpage https://www.facebook.com/amanditaatelie/?fref=ts, , IG @amanditaatelie ou entre em contato pelo WhatsApp 12 991921472. Ela também expõe na feira de artesanato que acontece todos os sábados na praça Conselheiro Rodrigues Alves, centro de Guaratinguetá.

No próximo post tem mais trabalhos das amigas que arrasam no corte e costura. 😉

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Compre de quem faz: Bolos e docinhos

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Nós aqui do Baú vamos fazer uma série de posts para divulgar o trabalho dos nossos amigos que vendem o que produzem.

Fonte: Instagram @consumo.mais.consciente

Comprar do pequeno produtor é um dos ideais da prática do consumo consciente, da qual somos adeptas. Acreditamos que assim ajudamos quem está no mercado informal e faz coisas belíssimas ou deliciosas, exclusivas, personalizadas, com muito de si e do seu amor.

Vamos começar a série com dicas de confeitaria. ♥

A Ana Angélica é proprietária da Angel’s Cakes – Confeitaria Artística. Mora em Guaratinguetá e trabalha com bolos confeitados, bolos em pasta americana, naked cakes e doces variados.
“A Angel’s Cakes surgiu há 2 anos como fruto de um exercício terapêutico para superar a perda da minha filhinha Maria Alice, que nos deixou com 2 meses de idade.
Comecei cozinhar doces para familiares e amigos, como forma de ocupar a mente, passar o tempo, adoçar um pouco os meus dias. Foi quando percebi que me sentia muito bem fazendo aquilo. A vontade de aprender mais foi crescendo e então resolvi começar a estudar e transformar a terapia em trabalho.”
Para conhecer o trabalho acesse https://www.facebook.com/angelscakesccm/ ou entre em contato pelo WhatsApp (12) 981606440.

O Hiago Rosas também mora em Guaratinguetá – SP. Ele sempre foi apaixonado por arte, especialmente na área do desenho, ópera e confeitaria. Começou a trabalhar como artista plástico, voltado especialmente para a área do mangá. Atualmente é confeiteiro e estudante de moda, atuando também como ilustrador e cantor lírico.

“Em 2014, comecei a estudar contínua e incansavelmente sobre a confeitaria artística, e decidi fundir o estilo que usava em meus desenhos nas apresentações de meus bolos decorados e doces finos. O trabalho nessas áreas só me fez ter mais certeza de quanto afeto é necessário para que a qualidade se mantenha estável, juntamente com a sensação de realização.”

Alguns dos seus trabalhos de confeitaria podem ser vistos na página Rosa Café: https://www.facebook.com/rosacafebolos/?ref=ts&fref=ts

Caso queiram descobrir a arte com sabor de açúcar, façam suas encomendas: (12) 99643-5286 (whatsapp) (12) 99218-4038

A Natália Costa mora em Recife. É técnica em edificações, mas há pouco mais de 01 ano resolveu se aventurar no mundo dos doces.

“Em maio de 2016 criei a marca Na Brigadeira e toda identidade. Comecei a vender com o intuito de juntar dinheiro para fazer a festa de casamento. Atualmente, além de 15 sabores de brigadeiros, faço palha italiana também. Todas essas delicias podem ser acompanhadas pelo Instagram @na_brigaderia e qualquer informação ou encomenda através do telefone/Whatsapp (81) 98830.5100.

A I Love Palhas é nova no mercado, tem apenas 3 meses de criação.  Toda sua produção é realizada em Lorena – SP, pela Fah Carolina.

“O interesse por fazer doces veio de “herança” materna. Cresci vendo minha mãe fazer lindos bolos confeitados. A ideia de vir a ter um negócio no ramo alimentício, veio com o tempo, após muito amadurecimento, pesquisas e elaboração de doces que não são tão produzidos e conhecidos por muitos.

Hoje existe a I Love Palhas e o que nos motiva, alegra e emociona cada vez mais é saber que a aceitação está sendo incrível! Pessoas nos procuram para dizer que as palhas são maravilhosas, que são diferentes e isso para nós é muito gratificante.

Me sinto realizada fazendo as palhas, pois ali coloco toda minha atenção para oferecer um
produto de melhor qualidade para meus clientes”

Contatos: (12) 98196 4084 / Email: ilovepalhas@gmail.com / Facebook.com/ilovepalhas / Instagram.com/@ilove_palhas

Compre do pequeno produtor! Com certeza você receberá um produto de primeira, com muito amor envolvido. ♥

No próximo post, teremos outras lindezas produzidas por pessoas queridas.

Bjs,

Giane Carvalho

Share Button

Pelo fim do Feminicídio e da Cultura do Estupro

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje queremos conversar sobre a questão da violência contra a mulher e da cultura do estupro.

Vamos relembrar alguns casos recentes que foram destaque na mídia:

Em maio de 2016, uma adolescente de 16 anos sofreu estupro coletivo em uma comunidade no Rio de Janeiro. Videos e fotos da barbárie foram divulgados na internet e sete homens foram indiciados.

Em outubro de 2016, a adolescente de 16 anos Lucia Perez foi drogada, estuprada e empalada na cidade de Mar del Plata, na Argentina. O caso foi o estopim do protesto chamado “Ni Una Menos”, realizado por mulheres argentinas e que ecoou em outros países.

Diariamente encontramos notícias sobre feminicídio e estupro e os dados são alarmantes.

De acordo com a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, Feminicídios são assassinatos marcados por impossibilidade de defesa da vítima, torturas, mutilações e degradações do corpo e da memória.

No Brasil, a taxa de feminicídios é de 4,8 para 100 mil mulheres – a quinta maior no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em primeiro lugar está El Salvador, seguido por Colômbia, Guatemala e Rússia.

As notícias geralmente são acompanhas de comentários do tipo “só acontece com mulher a toa que fica na rua. Se ficasse quieta dentro de casa, estaria salva”, “É uma vagabunda mesmo, procurou, achou”, e por aí vai.

Só que é no universo doméstico que ocorrem 55,3% dos assassinatos, 50,3% cometidos por familiares, 33,2% dos algozes são o marido, namorado ou ex.

Neste momento que você lê o nosso post, uma mulher está sendo ameaçada, assassinada, estuprada, mutilada. Em menos de 12 minutos, já aconteceu. Confira no vídeo produzido pela equipe R ao Cubo:

 

Não é mimimi de feminista, é uma realidade terrível que precisa ser encarada com coragem e discernimento.

Para acabar com a violência contra a mulher e a cultura do estupro, você pode ajudar, por exemplo:

  • Não fazendo e não rindo de piadinhas sexistas
  • Não endossando o coro que a mulher mereceu. Ninguém, independente da roupa, do corpo, do comportamento, pede para ser agredida e morrer.
  • Aceitando que NÃO é NÃO e que a investida nesse caso é crime.
  • Educando para o respeito à todos os seres humanos
  • Denunciando a Delegacia de Defesa da Mulher e à Central de Atendimento à Mulher pelo telefone 180. O serviço de utilidade pública é gratuito e confidencial. O atendimento é oferecido 24 horas por dia, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados

Participamos da Campanha #seeudissernãoéestupro, realizada pela revista Marie Claire em junho de 2016. Não importa quantas doses você bebeu, com quantos você saiu, o que você estava vestindo – e, principalmente, o que você não estava vestindo. Se disser não, e alguém a forçar, é estupro.

O Blog Baú Hype tem a missão de ser do bem, de propagar coisas boas. Por isso, achamos importante falar sobre este tema a fim de propor a reflexão e, quem sabe, a mudança de atitudes e pensamentos por parte de quem acha um gênero é superior ao outro e quem está no topo pode fazer o que quiser.

Não deve existir distinção. Todos merecem ser tratados de forma respeitosa, educada e pacífica. ♥

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

7 dicas para quem quer passar o Carnaval no sossego

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

E aí, animado para o Carnaval? Vai para a folia, prefere descansar ou não terá folga?

Boa festança p/ quem é de festa e bom trabalho p/ quem não poderá parar.

O post de hoje é p/ quem prefere passar os dias no relax, na calmaria.

Olha as dicas do Guichê Virtual* p/ vc ficar sossegado:

1) Pesquise os destinos antes de viajar

Comprar a passagem para a cidade sem antes saber dos eventos que vão acontecer nela pode ser uma furada. Dependendo da cidade, acontecem diversos blocos de rua e desfiles pela cidade, o que pode atrapalhar os seus planos de fugir do carnaval. Por isso, entre nos sites das prefeituras e fan pages para se informar.

2) O interior esconde maravilhas

Já parou para pesquisar sobre as cidades perto de onde você mora e os atrativos que elas podem ter? Muitas cidadezinhas de interior escondem cachoeiras e trilhas incríveis! E acredite, mais tranquilo que isso, impossível.

3) O ecoturismo é o seu amigo

Chapada Diamantina, Nobres, Foz do Iguaçu, Caldas Novas e Rio Quente são alguns dos destinos que são completamente focados na natureza e ecoturismo. Dificilmente você vai ver um bloco de rua nesses lugares, apenas paz e sossego.

4) Mochilão para a Argentina

Carnaval aqui, sossego no país Hermano. Ir de ônibus até Buenos Aires é um dos desejos de muitos viajantes. E pode ficar mais barato do que você imagina. Aproveite para conhecer o país vizinho, outras culturas e as paisagens que só podem ser vistas da janela de um ônibus.

5) Resorts e Spas

Existem muitos spas e resorts espalhados pelo Brasil. Não precisa ser somente na praia ou na montanha, basta pesquisar!

6) Bloco dos Avós

Se você vive longe da família e dos seus avós que moram naquela cidadezinha pacata, pode ser uma ótima época para visitá-los. Viaje na expectativa de receber aquele abraço gostoso e aquele café da manhã bem servido que só sua família faz.

7) Bloco do Sofá e Netflix

E para completar a lista de opções de dicas para fugir do carnaval, nada melhor que um sofá confortável, um balde de pipoca e muitas séries no Netflix.

Bom descanso!

Bjks,

Giane Carvalho

*O Guichê Virtual é uma plataforma de venda de passagens de ônibus para todo o Brasil.

Share Button