Quando fui Melisseira…

Share Button

Olá Bauzete, tudo jóia?

O post de hoje é bem pessoal. Por favor, não me ache egocêntrica. É que me deu vontade de dividir com vc uma fase da minha vida muito legal que aconteceu por volta de 2007, 2008 e foi até 2012, mais ou menos.

Nessa época eu fui DOIDA por Melissa!

Tudo começou em 2007 quando comprei uma Night para ir a um evento em São Paulo. Precisava de um calçado estilosinho e confortável porque teria que viajar, caminhar e ficar horas em pé. Daí na mesma loja em que comprei o look, comprei a sapatilha e amei!

Melissa Night

Melissa Night

A partir daí, comecei a pesquisar sobre outros modelos e a fazer parte de grupos no Orkut e do Flickr. Ah, o Flickr! ♥ O paraíso das Melisseiras! Lá o negócio ficou sério!

Meninas de todo o Brasil e até do exterior (Alow Marleninha Babo! Portuguesa querida que fez amizade com a brasileirada e até hoje é nossa amiga) postavam fotos de looks, desapegos e lançamentos.

melissas 1 melissas 2

Os lançamentos eram um caso a parte. A loucura era tanta p/ conhecer os modelos das novas coleções que parecia uma gincana p/ ver quem postava primeiro. Valia até fazer uma amizade sincera ♥ com o marketing da marca ou com a gerência de alguma loja famosa p/ ver o catálogo.

Surgiram vários blogs especializados em Melissa e que fizeram sucesso como Plastic Fantastic, Look Melissa, Melissando, Get the Look e Melisseiras de Plantão.

Os Encontros de Melisseiras eram realizados em todo lugar. Tive oportunidade de ir em alguns aqui no Vale do Paraíba e em São Paulo, na Galeria Melissa.

encontro de melisseiras

Foto tradicional dos encontros de Melisseiras

Nessa época, conheci várias meninas que depois se tornaram blogueiras, como a Lenize do Miss Sainha, Tabata do Taby Says (nossa quarta bauzete que cuida do nosso design), a Rittiele Nunes do Things I Love, a Fabiana Pranaitis do Blog da Ruiva e a Carol Turtura do Amostra Online.

Eu e a Tábata do blog Taby Says em frente à Galeria Melissa

Eu e a Tábata do blog Taby Says em frente à Galeria Melissa

Com a Fabiana Pranaitis e a Cecilia Nakashima

Com a Fabiana Pranaitis e a Cecilia Nakashima

Com a Carol Turtura do Blog Amostra Online e a Natalie Furlan, em frente à Galeria Melissa

Com a Carol Turtura do Blog Amostra Online e a Natalie Furlan, em frente à Galeria Melissa

Parte da minha coleção na época:

coleção de melissas

Alguns modelos que são xodós:

Melissa Severine Joaninha

Melissa Severine Joaninha

Melissa Lady Dragon de Laço

Melissa Lady Dragon de Laço

Quando chegava a revista Plastic Dreams era um acontecimento! Tinha menina que sempre recebia em casa, tinha quem nunca recebia e precisava buscar na loja. Tinha quem ia buscar e não achava mais. Tinha quem pegava duas para mandar p/ a amiga. Eu fazia parte das que nunca recebiam em casa mesmo tendo feito o cadastro no site da marca. O dia que recebi a primeira pelo correio, fiquei com olhinhos de coração.

Revista Plastic Dreams

Revista Plastic Dreams

Mas em 2012, a coisa começou a desandar p/ mim e p/ várias melisseiras. Primeiro porque a marca ficou mais cara e a qualidade caiu (agora já não está mais assim mas nessa época vários modelos davam problema).

DSC06244

Melissas com defeito

Melissa com defeito

Segundo porque a marca abriu uma loja em Nova York e convidou blogueiras que falavam mal de Melissa, em vez de prestigiar as bloggers que se dedicavam em divulgá-la. Foi um fato que decepcionou as fãs. Meio que abalou o amor, a relação, sabe?

Deixei de ser melisseira fanática e me tornei consumidora comum da marca, que compra quando dá, quando acha com um bom desconto ou desapego.

O melhor de tudo isso foram as amizades que ficaram! Nos seguimos nas redes sociais, nos falamos pelo Whats, nos encontramos quando viajamos ou por aqui mesmo.

Com a Lívia Ferreira na Loja Passo a Passo

Com a Lívia Ferreira na Loja Passo a Passo

Com a Paulete no Taubaté Shopping

Com a Paulete no Taubaté Shopping

Com a Karina Lima na Galeria Melissa

Com a Karina Lima na Galeria Melissa

Com a Camila Shiraiva e Mara Bianchi na Galeria Melissa

Com a Camila Shiraiva e Mara Bianchi na Galeria Melissa

Com a Cassiana Ximenes no Taubaté Shopping

Com a Cassiana Ximenes no Taubaté Shopping

Com a Gizelle Leite e a Julia em Aparecida. Ela são de B.H.

Com a Gizelle Leite e a Julia em Aparecida. Ela são de B.H.

Por ter me marcado de forma positiva e me presenteado com amigas ótimas, a Melissa sempre terá um espaço no meu coração. ^.^

Mais alguém aí curtia bastante Melissa ou curte ainda? Me conta!

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Testamos: Tonalizante Splendore Color da Avora Cosméticos

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje trago uma dica para quem usa tonalizante nos cabelos.

Eu usava uma marca que está entre as que fazem testes em animais segundo o PETA. Me sentia péssima toda vez que ia comprá-la porque há anos parei de usar as marcas dessa lista mas não achava um tonalizante de marca Cruelty Free que desse certo no meu cabelo.

Testei várias, sem sucesso. =( Acho que esse era o único produto que eu ainda comprava de marca sem selo Cruelty Free.

Até que um dia fui comprar esse mesmo tonalizante e uma atendente da loja me recomendou o Splendore Color da Avora Cosméticos, que as clientes estavam levando e adorando. Na hora fiquei meio desconfiada, achando que era papo de vendedora.

Mas como sou testadeira e queria muito achar outro tonalizante que fosse bom p/ o meu cabelo, comprei.

tonalizante Avora Splendore Color

Para a minha alegria, a marca está na lista do PEA – Projeto Esperança Animai  e tem o selinho de Cruelty Free. Já ganhou muitos pontos comigo!

E olha, a atendente estava certa! O produto é maravilhoso! Comprei a primeira vez p/ testar, já usei de novo e com certeza usarei nos próximos retoques.

A embalagem vem com esse kit:

Avora Tonalizante Splendore Color é bom

Emulsão reveladora, bisnaga com a coloração, frasco aplicador, par de luvas, folheto explicativo e creme p/ ser usado no enxague após o tempo de ação do produto e também nas próximas lavagens para manter a cor. Pode também para ser aplicado na testa, nuca e orelhas durante a ação do produto para não manchar a pele.

A formulação contém micropigmentos, óleos essenciais, proteínas do arroz e silicones (não liberado para low e no poo).

O tonalizante da outra marca que eu usava durava no máximo uns 20 dias, mesmo eu lavando o cabelo duas ou três vezes por semana e fazendo co-wash. Esse mantém a cor, o brilho e os fiozinhos brancos escondidos por mais de um mês tranquilo.

Não me lembro ao certo quanto custou, mas sei que foi pouco mais de 20 reais.

Está recomendado! =)

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Novos batons da Yes Cosmetics

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje temos novidades para quem gosta de maquiagem!

A Yes Cosmetics lançou 3 cores maravilhosas de batom matte que estão em alta neste outono/inverno.

batom matte myes cosmetics inverno 2016

Passamos na loja Yes Cosmetics Guaratinguetá, parceira do nosso blog, para conhecê-los pessoalmente e mostrá-los aqui p/ vc.

batons matte yes cosmetics campanha junho 2016

O Rouge é o clássico vermelho que a gente adora! Com ele nos lábios, nem precisa carregar na make. Passe um delineador preto mais uma máscara p/ cílios que fica lindo e sexy!

batom rouge matte yes cosmetics

batom rouge vermelho matte yes cosmetics

O batom marrom ficou um tempo engavetado mas nesse inverno está com tudo. Se você está procurando um p/ chamar de seu, quem sabe seja o Pão de Mel? Como ele não é muito fechado, combina com a maioria dos tons de pele. Fica moderno e elegante.

batom pao de mel marrom matte yes cosmetics

 

 

batom pao de mel marrom matte yes cosmetics

 

Por último, o Berinjela que é um vinho arroxeado ousado e a cara do inverno! Quem gosta de batom escuro, pode apostar nesse que é sucesso!

batom beringela matte yes cosmetics

batom beringela matte yes cosmetics

Cada um custa R$24,90.

Gostou? Se vc mora em Guará ou nas cidades vizinhas, passe na loja da Yes para vê-los pessoalmente, assim como os outros produtos da marca! A loja fica na Rua Dr. Moraes Filho, nº 198, no centro da cidade.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Que estilo é esse? Conheça o Minimalismo

Share Button

Olá Bauzetes!

Me descobri minimalista depois de quase 30 anos me vestindo e consumindo o estilo que hoje está entre os mais citados pelas fashionistas. Já conhece? Não? Então vem comigo 😉

Primeiro, o que é Minimalismo? É um conceito muito próximo do slow fashion/consumo consciente, quase um estilo de vida, o objetivo é otimizar o consumo, com poucas e boas peças que sejam atemporais, também gostamos de otimizar tempo, então nossas roupas precisam ser práticas e versáteis, geralmente nós minimalistas fugimos das tendências passageiras e complicadas.

As combinações mais presentes nos looks minimalistas são: Muito all black, cinza, muuuuito cinza, azul-marinho e marrom.

17df9225d7954a964ca16a1c07a183c3 8b64ba715b91a46c12581ae3438e52482fc46bf80401316e9c0bf2366843de17b6915f8eda7a45c1a673fee5a73e0281b19661ab6a50742777854d24a31ef4e479990e1d0b8499c1c461df9c94f2f038ebb61a7beeb560fa01a614b649acd475316b4479c54af0a5c3d6fefa986ff2a5novoc9e4aa05bd2b42d27f9178433feb38ad54a3bd7ba8f9a15d0337c6ad044b98ec

As estampas, quase sempre são listras ou escritas…

ab36dd89ec604c259045b35e6a5187873c06a79e57275c6ee8fd6da0adfa833dfad9ba0b863885a04e4f5729f4517ff5ootd

Os acessórios são pontuais, relógio, colar finíssimo ou pesadão, tênis branco, botas curtas e maxi bolsas, são suficientes.

027d6dc7be3dad74b9197404fe214886 811693ec004f269f9cd645be1161d6acteniscolar1670d56dd89c70e457874ca5ec0f28eea3ea1d9e9142c66087d3fa3bdb12920a

Qual a diferença entre Minimalismo, Básico e Normcore? Visualmente quase nada, apenas algumas exigências. O Minimalista faz questão de estilo, o Básico de ser discreto e o Normcore de estar confortável.

Abaixo, em ordem, looks de inverno Básico / Normcore / Minimalista.

58f339ca5d19ca35c0462e4557792ff2e094a313db95d31b729ea72317a2f6e9  8cbdb96b59abcf6fe4848195806050a5

Novamente: Básico / Normcore / Minimalista.

minimalistajeansf077665997702a0591a743a332379500ffaa80d001097804fd266a67c0262bfd

Na prática, a diferença entre eles pode estar na modelagem, oversize e cortes geométricos marcam presença.

 

1e2143c1c72b8ff37d2ddddb6f6182a7e9873e819104e2b391b67fc727ddd0ab minimcd0fe48bef14ace988097c34c655532d3d6d58a81e5fd65fb76627cf199a763b

Um cabelo estiloso, tatuagens bacanas, a make ou ausência dela, também conferem ares minimalistas a produção antes básica.

46a3ee6782d1d4f1f8a7e24fe846cf62 6c8e6dd4603dc76dd75b1b460fe38784 298a26ff198d8c892c74ed39bd9e620fcdd5e5aeef2e163aadee6f5593f05ec9f79484ab6bb45d649c3230051397b0de

Dá pra ser minimalista no escritório…

aca3c2b38d38242418b098079ab0c2d6ce6a52612c10a6fcaceb1bc887ac71efb1dee92364d182bea611b988abf864c891daae23d0d9c3755c129417294d998c

Na academia…

de6e89cdb19f56991d0ea98cc2e7196afit

E até num tapete vermelho…

red

Eu uso, eu gosto, eu incentivo!  Quero saber de vocês, deixem seus comentários, uma dica… Sei lá, um oi…

Beijo! Fica com Deus e se cuida Bauzete!

Bel Ramalho

Share Button

Como usar vestidos no inverno

Share Button

Olá Bauzete, tudo certinho?

Esse post foi sugestão da minha amiga e leitora Soraya Sato (@sorayasato), de São Paulo. Ela leu nosso post sobre vestidismo e me disse que está tentando fazer parte do movimento, mas que está encontrando dificuldades para usar saias e vestidos em dias frios.

É Soraya, calças em dias frios são perfeitas mas olha, dá p/ sair aquecida com vestido sim, viu? A solução é usá-lo com legging ou meia-calça e botas.

Contei com a ajuda de algumas amigas para ilustrar o post. Olha só como elas adaptam os vestidos aos dias frios:

A Fábia Santana mora no RJ e adora o mundo fashion. Ela usou o vestido com tênis e meia-calça da mesma cor, que ajuda a alongar a silhueta. Quem quiser conferir outros looks da Fábia e saber tudo sobre batom líquido (sério gente, ela testa todos e faz resenhas ótimas), segue lá no Insta @fabia_santana.

Fábia Santana

Fábia Santana

A jornalista Patricia Siqueira do blog Cupcake Encantado usou um vestido de listras com jaqueta e meia-calça (de novo ela). Como temos várias opções de meias, das mais finas e delicadas às mais grossas e quentinhas, dá p/ aproveitar os vestidos com a ideal para cada temperatura.

Patricia Siqueira do blog Cupcake Encantado

Patricia Siqueira do blog Cupcake Encantado

A Mari Tedesco é do Paraná e é uma das minhas amigas que reaproveita com estilo e elegância os vestidos de calor no inverno. Ela também usa com meia-calça, botas e capricha na segunda peça que pode ser um colete, um blazer, uma jaqueta, um casaco, um tricô, etc.

Mari Tedesco

Mari Tedesco

A nossa Bauzete e Coaching favorita Bel Ramalho foi assim em um dia mais fresquinho: vestido de manga comprida, tênis e uma pashmina lindona na bolsa que poderia ir p/ o pescoço caso esfriasse mais.

Bel Ramalho

Bel Ramalho

Esse é um look meio antiguinho meu mas que eu amo e uso mais ou menos assim até hoje. Jaqueta jeans (segunda ou terceira peça que quebra um galhão), lenço e saia ou vestido preto mais bota e meia-calça ou legging da mesma cor.

Look de frio com vestido e meia calçaOu seja, dá p/ ser adepta do vestidismo no frio? Dá sim! Manda ver nas botas e meias que fica ótimo e vc reaproveita as peças que só usaria em dias quentes.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

5 motivos para ser a favor do Vestidismo

Share Button

Olá Bauzete, tudo jóia?

Várias vezes já me perguntaram se eu só uso vestido. Praticamente sim.

Não me lembro como o vestidismo entrou na minha vida, só sei que um dia me dei conta que não tinha mais nenhuma calça jeans no armário. E não sinto falta. Eventualmente uso saias e uma ou outra legging. A única calça que tenho no momento é uma de brim azul bic, essa que usei no lançamento do Coletivo Blogs do VP, do qual o Baú faz parte.

Coletivo Blogs do VP

Coletivo Blogs do VP

Agora, em defesa do vestidismo, vou listar 5 vantagens que o movimento apresenta:

1 – É mais barato. O preço que você paga em uma camiseta, por exemplo, paga em um vestido e ele vale por duas peças.

 

Fotos antigas de um vestido que eu ainda tenho e amo

Foto antiga de um vestido que eu ainda tenho e amo

2 – É mais simples p/ combinar, vestir e passar, uma benção p/ quem tá na vida bandida, ops, corrida.

Até a Princesa Leia sabia disso ahaha

Até a Princesa Leia sabia disso ahaha

3 – É ecológico. Em vez de duas peças, você lava e passa só uma. Ou seja, economiza água e luz (mentira, nem sei se faz tanta diferença assim. Só acho que sim e quis escrever aqui p/ aumentar um item na lista).

Jéssica Queiroz, eu e Francine Rodrigues no coffee de 2 anos do Baú

Jéssica Queiroz, eu e Francine Rodrigues no coffee de 2 anos do Baú

4 – É a mais feminina das peças. Eu SEI que esse negócio de peça p/ homem e peça p/ mulher está em baixa, que cada um usa o que quiser e que as peças estão cada vez mais unissex. Acho lindo, ótimo, excelente! Mas ainda não existe vestido na ala masculina das lojas e por isso a peça é vista como feminina. P/ mim é um aspecto interessante porque gosto de me sentir feminina. Mais uma vez, respeito quem não se importe com isso, tá? Eu gosto mas quem não gosta, tudo bem. 😉 Seja feliz do seu jeito.

Vestido Hering e Melissa Barbie

Vestido Hering e Melissa Barbie

5 – É confortável. Há modelos justos, agarrados, curtos, de tecidos piniquentos que não oferecem conforto mas há outros que são larguinhos e vão super bem naqueles dias q a gente tá se sentindo chata e inchada, também conhecido como TPM.

look vestido jeans bota inverno

Alguém também é fã de vestidismo? Comenta aí e vamos ser amigas! =D

Bjks,

Giane Carvalho

*Todas as fotos são autorais e a reprodução sem autorização é proibida.

Share Button

Tô sem removedor de maquiagem! E agora?

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

O post de hoje traz umas dicas que são até que bem conhecidas mas né… podem ser úteis p/ quem ainda não tenha esbarrado com elas por aí. ^.^

A gente sabe que dormir de maquiagem é uó. Entope os poros, enfraquece os cílios, irrita os olhos, suja fronha, enfim, é uma desgraceira.

Apesar de todo cansaço, sono ou preguiça que vc possa estar sentindo naquele dia que caprichou na make, TIRE A BENDITA, pelamordedeus!

Fonte da foto: http://atrevida.uol.com.br/beleza/make-it/como-tirar-a-maquiagem-dos-cilios/601

Fonte da foto: http://atrevida.uol.com.br/beleza/make-it/como-tirar-a-maquiagem-dos-cilios/601

Vamos pensar na seguinte situação: você fez uma make bapho e quando foi tirá-la… tcharam, viu que não tinha demaquilante. Daí você pensa “Vish, lascou-se o mundo! Terei que dormir rebocada.”

Calma, more! Antes de sentir a derrota, dê uma fuçada nos produtos que estão no banheiro.

Tem óleo de amêndoas ou de coco e algodão? Opa, quebra o galho! Fica meio melecado, mas não irrita os olhos nem a pele e sai tudinho. ♥ Minha amiga Babi Borbofly me disse que óleo de rícino tb é bom, não fica tão melecado. Não sei, ainda não testei mas se ela disse, pode confiar porque ela tem um ótimo senso crítico.

oleos vegetais amendoas coco maquiagem olhos

Não tem óleo mas tem condicionador? Opa, quebra o galho também! Coloque uma gota do produto na ponta dos dedos e massageie sobre os olhos, com cuidado. Pode passar no rosto também para tirar a base. Depois enxague bem e seque. Se tiver um hidratante, é bom passar em seguida.

Esses são os que eu uso mas pode ser qualquer um

Esses são os que eu uso mas pode ser qualquer um

Pronto! Pele e olhos livres de make!

A Chell comentou que shampoos de bebês também são bons. São sim, já testei mas achei o condicionador melhor. 😉

Lembrando que essas opções são paliativas, tá? Se você tiver produtos específicos para a remoção de maquiagem do rosto e área dos olhos, melhor. 😉 Só não vale dormir maquiada por falta de vontade de tirar ou falta de cosméticos.

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button

Direito de Imagem

Share Button

Olá Bauzetes, tudo bem?

Hoje temos uma novidade! Post escrito pela Advogada Camila Melo, Pós Graduanda em Direito Civil e Processual Civil pelo Centro Salesiano de São Paulo – UNISAL.  Ela adora tudo que é artístico: música, arte, e claro, moda!

A Camila vai nos falar sobre o Direito de Imagem e os cuidados que devemos ter com isso.

Esperamos que vcs que gostem da leitura!

Camila Advogada Guaratinguetá Direito de Imagem

“Compartilhar fotos na internet pode dar uma dor de cabeça danada. Digo isso porque acredito que muitas de nós compartilham fotos pessoais ou aquelas inspirações nas redes sociais, ou até mesmo já viu alguém reproduzindo uma foto que não era sua. Dizem por aí que não há problema em reproduzir as fotos, que uma vez que está na internet vira domínio de todos, mas não é bem por aí. Vai depender de como essa foto for usada.

Tudo começa com uma simples imagem. Todo mundo, ou pelo menos quase todo mundo, tira uma foto bacana e compartilha com os amigos nas redes sociais e pode correr o risco de ter sua foto reproduzida sem autorização. Ou o inverso, nós reproduzimos uma foto de outrem, sem autorização, mas com um intuito bacana. Das duas maneiras, sendo você ou o outro o atingindo, temos que observar certos requisitos para que não haja problemas na esfera jurídica.

Estamos falando de Direito de Imagem.

A nossa Constituição protege o que chamamos de direito da personalidade de uma forma efetiva, garantindo indenização moral e/ou material caso esse direito for violado. A imagem é uma projeção da nossa personalidade, podendo ser física ou moral, que merece atenção, principalmente em tempos da Era Digital.

Ocorre que a reprodução de uma foto pode se dar de maneira abusiva, ferindo a personalidade da pessoa por trás daquela imagem e em alguns casos pode trazer consequências mais graves na vida da mesma, pois fere a esfera moral do ser humano.

Foi-se o tempo que uma foto podia navegar pelos sites de moda. Na verdade ela pode, mas dependerá de certas regrinhas, pois existe uma proteção jurídica. Primeiro é preciso que haja uma autorização. A pessoa por trás da foto deverá concordar com a sua reprodução. E se não houver essa autorização? Se a foto for reproduzida com fins lucrativos ou com um teor pejorativo, daí não pode não! Você poderá pleitear na justiça seus direitos. Mas, caso contrário, se tiver tudo bem, é vida que segue.

Antes de utilizar uma imagem de outra pessoa, vale a pena procurar a fonte, saber a quem pertence àquela foto, colocar a fonte de onde ela foi retirada, não usar a foto como se sua fosse … não é uma atitude bacana. Se possível, sempre peça a permissão para a sua utilização. Caso isso seja muito difícil tome aquele cuidado extra para não a ferir honra e a boa fama de ninguém.

Ah!  Vale fazer uma ressalva sobre a diferença entre Direito de Imagem e Direito Autoral. O Direito Autoral irá fazer referencia a um rol de direitos dos autores de obras intelectuais, tais como as imagens. Para compartilhar imagens ou fotos de um fotógrafo, por exemplo, é preciso que haja a autorização do mesmo. Caso contrário esse ato será considerado crime e o autor da obra devera ser indenizado.

Existem várias páginas onde podemos encontrar inspirações, sendo um exemplo bem comum o Flickr, que além de servir como fonte de inspiração, permite o uso da imagem através de uma licença. Lá você poderá encontrar diversos tipos de licença que permitem a utilização do uso devido da imagem. Existem as obras que já caíram em domínio publico que podem ser utilizadas tranquilamente.  E ainda, existem muitos autores que permitem a reprodução de suas obras com certas limitações.

Tais apontamentos são necessários para tomarmos cuidado quando reproduzirmos uma foto ou uma imagem, garantir que a pessoa ou o autor sejam respeitados, sabe?! A ideia é ter esse olhar mais cauteloso e respeitoso, que nos evita dores de cabeça e de quebra continua nos inspirando com lindas fotos.

Um abraço,

Camila Melo
Assessoria e Consultoria Jurídica
melocamilac@gmail.com

Share Button

Saia Jeans com botões

Share Button

moda-saia-jeans-botoes

Olá Bauzete, tudo bem?

Hoje venho falar dessa peça que foi um clássico nos anos 70, voltou nos anos 90 e volta a ser tendência novamente só que em uma versão mais atualizada!
A saia jeans com botões é bastante versátil e combina com tudo.
Esse tipo de saia ajuda a alongar a silhueta, já que os botões criam linhas verticais e chamam atenção para o centro do corpo. O modelo da saia aparece em versões mini, midi e mais longa. Para não errar, escolha um modelo que combine com você e que irá mais te valorizar.

Veja quantas possibilidades de looks e estilos elas permitem:

look

looks.saia

saia

saiajeansmidi

jeans

saia+moletom

alexachung

Com o inverno se aproximando, dá para montar looks para os dias mais frios:

lookinverno

saiajeans.casaco

saia-botoes-2

A saia de botões aparece também em tecidos como o suede, que será uma forte tendência do outono/inverno 2016:saiasuede

saiapreta

saia.suede

Inspiração é o que não falta!

E vocês, o que acharam?

Espero que tenham gostado.

Até a próxima.

Bjos

Francine Rodrigues

Share Button

Conheça a Praia de Tabatinga, em Caraguatatuba – Litoral Norte de SP

Share Button

Olá Bauzete, tudo bem?

Aqui no Baú a gente gosta de falar sobre moda, estilo e beleza mas abrimos espaço também para outras “interessâncias” como craft, gastronomia, literatura, comportamento e turismo.

Então hoje teremos uma dica de passeio. ^.^

Nessa época do ano, a ida p/ o litoral é uma delícia, mais tranquila e barata do que no verão. Ideal p/ quem não gosta de muvuca, tipo eu. rsrs

E aí p/ quem busca mais tranquilidade ainda, recomendamos a praia de Tabatinga, que fica no quilometro 194 da Rio-Santos, bem na divida entre Caraguá e Ubatuba.

Tabatinga Caraguatatuba

praia de tabatinga condominio costa verde caraguatatuba

Praia vazia, sossegada, com mar calmo, sem ondas (na maioria das vezes), segura, limpa e bem cuidada. Na área do condomínio de luxo Costa Verde, o acesso só é liberado para banhistas. Então fica assim, uma tranquilidade só!

DSC06439 DSC06440 DSC06438 DSC06453 gaivotas tabatinga caraguatatuba

Do outro lado, fora do condomínio, também é sossegado mas não tanto porque é onde ficam os quiosques e o acesso é liberado para carros, motos, ônibus, etc.

DSC06435

Em uma ponta fica o Condomínio Costa verde e na outra fica a Galhetas, uma prainha cheia de pedras, boa p/ mergulhar. Dependendo da época do ano, é possível encontrar tartarugas por lá.

DSC06425 DSC06423 praia das galhetas caraguatatuba

Para chegar a essa ponta, você pode ir pela orla, se a maré estiver baixa, ou por uma trilha que também tem o acesso fechado para carros. Só dá p/ ir a pé.

O único inconveniente da Tabatinga é a quantidade de barcos. Mas o limite de segurança para o banhista é marcado por bóias. É só respeitá-lo que tá tudo certo.

marina tabatinga caraguatatuba

Na Estrada das Galhetas, que fica na Tabatinga, há o acesso para outras praias muito bonitas e desertas como a da Figueira e a Ponta Aguda.

Para quem gosta de agito, tem a Maranduba que é vizinha da Tabatinga.

Fica a dica!

Bjks,

Giane Carvalho

Share Button